ELEIÇÕES 2022

‘Vou concluir o mandato’, diz Álvaro ao descartar candidatura

FOTO: ALEX RÉGIS

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, deu uma declaração enfática ao negar a possibilidade de candidatura ao governo do Estado nas eleições do próximo ano. Questionado sobre a possibilidade de disputa eleitoral no próximo ano, Álvaro Dias negou qualquer chance de concorrer e garantiu estar focado “apenas em Natal”, ou seja, na gestão e projetos de intervenções urbanas.

Embora tenha sinalizado, há alguns meses, que haveria alguma chance de entrar na disputa do principal cargo do Poder Executivo estadual, sem declarar claramente que iria concorrer, Álvaro agora diz que a possibilidade está descartada.

Quanto a uma possível candidatura ao governo do deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza, ele disse ser um nome, como outros, que surgem de uma maneira hipotética.

Uma candidatura do presidente da Assembleia Legislativa e do PSDB chegou a ser citada pelo companheiro de partido de Álvaro, o deputado estadual José Dias (PSDB), além do ex-governador Robinson Faria (PSD).

O prefeito disse só ter condições de analisar e decidir quando houver realmente uma configuração definitiva do quadro político no estado. “O cenário muda constantemente e é melhor aguardar o momento oportuno do que falar em hipóteses que podem ser mudadas”, disse. 

Sobre as especulações de que ele poderia ir para o PL, o prefeito negou. Irá continuar no PSDB e não tem nenhuma discordância ou atrito com Ezequiel. “Não tenho discordância da forma como ele faz política, não há conflito de interesses”, reitera. Negou também que as prévias do PSDB (a disputa entre João Dória e Eduardo Leite) tenha tensionado a relação política entre o prefeito e o deputado potiguares.

Álvaro Dias afirma haver “muita criatividade” da imprensa e da classe política em citar  nomes para futuras disputas.  “Qualquer posicionamento só virá após as convenções. Existem as especulações, hipóteses. As pessoas são muito criativas e o quadro político muda constantemente, por isso não adianta ficar opinando sobre possibilidades. Elas podem ser facilmente desconstruídas, mudadas e outras surgirão”

Ele também preferiu não definir se irá apoiar nas eleições para presidente Jair Bolsonaro, em detrimento do candidato de seu partido, o governador de São Paulo, João Dória, o escolhido na semana passada nas prévias do PSDB. 

Qualquer determinação de nomes para candidaturas ao Senado estão fora de cogitação nesse momento.

Concluindo, o prefeito diz ter como meta de curto prazo as execuções de projetos de sua equipe para mudar a paisagem urbana em bairros históricos como o Centro e a Ribeira, além da luta para a aprovação de um Plano Diretor “menos restritivo”, como o que está em vigor.

Tribuna do Norte



Comente aqui