Ambiental

Vigilância Sanitária avalia qualidade do pescado potiguar em localidades atingidas por óleo

DURANTE AS VISITAS SERÃO COLETADAS AMOSTRAS DE PEIXES, MARISCO, CARANGUEJO, OSTRA E OUTROS PESCADOS. FOTO: FREEPIK

A Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária (SUVISA) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), iniciou visitas nesta segunda-feira, 18, os mercados locais dos 10 municípios atingidos até o momento pelas manchas de óleo no litoral potiguar para coletar amostras e avaliar a qualidade dos pescados.

Durante as visitas, que iniciam por Tibau do Sul, serão coletadas amostras de peixe, marisco, caranguejo, ostra, polvo, lagosta, camarão e ginga. Canguaretama, Baía Formosa, Nísia Floresta, Rio do Fogo, Caiçara, Porto do Mangue, Areia Branca, Tibau e Macau.

“Será uma inspeção para coleta e orientação. A equipe do setor de alimentos da Suvisa junto com o Laboratório Central (Lacen) definiu a quantidade de amostras necessárias. À medida que formos coletando, vamos entregando para o Lacen fazer a análise macroscópica”, explicou Leila Mattos, subcoordenadora de vigilância sanitária. Na análise macroscópica o pescado é aberto e verificado se há contaminação por vestígios de óleo.

A Vigilância Sanitária estadual está em contato com Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para tentar o encaminhamento das amostras para análise microscópica, que verifica as substâncias que compõem o óleo no caso de uma possível contaminação.


Comente aqui