Brasil

Vídeo sobre “custo Bolsonaro” viraliza e autores dizem temer perseguição

FOTO: REPRODUÇÃO

Um vídeo intitulado “Custo Bolsonaro viralizou nas redes sociais nessa 5ª feira (4.mar.2021). Os autores informaram que não vão revelar a identidade por temerem “perseguição” por parte do governo federal.

A peça critica as ações do governo federal e destaca o que considera os “impactos econômicos” da gestão, como a alta dos preços da gasolina, a queda das ações na Petrobras e a desvalorização do real.

O vídeo foi publicado pela 1ª vez no Twitter pelo Instituto ClimaInfo, ONG que atua no combate às mudanças climáticas. A organização, no entanto, negou ter elaborado o material.

Em nota publicada nas redes sociais na noite de 5ª, afirmou que “o vídeo foi criado e produzido por um pequeno grupo de cidadãos inconformados com o prejuízo incalculável que a presença de Jair Bolsonaro na Presidência causa no país”.

“Nós, do ClimaInfo, temos o mesmo inconformismo e divulgamos o material por entender que ele ajuda a traduzir a visão do nosso grupo”, diz o texto.

O comunicado também traz uma mensagem dos autores do vídeo: “Afirmamos categoricamente que não estamos vinculados, financiados ou atendendo à agenda de nenhum partido ou candidatura”.

“Nossa intenção é apenas resumir e comunicar da maneira mais clara possível algo que entendemos ser urgente para qualquer brasileiro ou brasileira preocupada com o destino político, econômico e social do nosso país”, declararam.

Os autores também elencaram 2 motivos para manter o anonimato: “Primeiro porque o foco deve ser na mensagem, no alerta. Segundo porque todos podem ver e sentir a atmosfera autoritária imposta por um governo que mobiliza o Estado e as redes para perseguir seus críticos”.

O vídeo também foi publicado por políticos de oposição, como Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (Psol).            

Poder 360                    


Comente aqui