Cidades

Vídeo que circula nas redes sociais mostra despreparo e arrogância de “amarelinho” da STTU

FATO OCORREU NA AVENIDA ROMUALDO GALVÃO, NAS PROXIMIDADES DO SHOPPING. FOTO: ILUSTRAÇÃO

Um vídeo que circula nas redes sociais, principalmente nos grupos de WhatsApp, mostra o descontrole de um agente de trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), durante uma discussão com um motoboy, em Lagoa Nova.

Não é sabido quando o vídeo foi feito, mesmo assim, há o registro de um fato onde o agente da lei, de forma explícita, não conduz com o treinamento correto da instituição de trânsito da capital, ao xingar o motociclista de ‘vagabundo’, durante uma discussão na avenida Romualdo Galvão. O Blog do FM entrou em contato com o inspetor da STTU Carlos Eugênio, mas até agora não obteve retorno.


2 Comentários

  • Assim como em todas as profissões, existem os bons e os maus profissionais. A STTU não é a exceção. Creio, entretanto, que o cerne da lide NÃO está nos executores, mas sim, naqueles que não saem de seus gabinetes climatizados, os quais pouco ou nada sabem sobre DIREITOS DE CIDADANIA e prevaricam quanto às medidas que DEVERIAM ser adotadas diante de ABUSOS protagonizados pelo grupamento operacional. Os excessos desses moços começam na metodologia de trabalho. Permanecem ESCONDIDOS nos pontos nevrálgicos, somente ANOTANDO placas para fazerem as notificações e, assim, saírem bem na foto como “eficientes” , quando essa eficiência era pra ser demonstrada, no campo da FISCALIZAÇÃO e da ORIENTAÇÃO e não SOMENTE na REPRESSÃO, pois quanto MAIOR a arrecadação originária de multa, MAIOR É A AUSÊNCIA DA PREVENÇÃO. Noutro viés, a IMPUNIDADE repassa a maioria desses servidores, a falaciosa impressão de que são, de fato é de direito, o último biscoito do pacote e, escorados na má formação e na ausência de instruções permanentes de manutenção, se metamorfoseiam nesses brutamontes despreparados, insolentes e mau humorados “desprestadores” de “desserviços” público. São abusos iguais esses que, aqui, ali, acolá, estamos testemunhando o que Rodrigo Janot não fez. Viu?

Deixe um Comentário