Geral

Vídeo polêmico: vereador Luiz Almir critica “direitos desumanos” e diz que presos deveriam se matar mais para diminuir as despesas

Em um vídeo gravado ontem, terça-feira, 10, o radialista e vereador Luiz Almir teceu duras críticas aos militantes do que chamou “direitos desumanos”, por defenderem o pagamento de R$ 90 mil de indenização aos familiares de “cada filho de uma égua que foi morto” durante a chacina que ocorreu no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus.

O vereador relatou a ficha criminal dos marginais, destacando que as vítimas de seus crimes não receberam nenhum centavo do estado.

“Que pais é esse? Transformaram os presos em direitos humanos e as pessoas de direitos humanos vivem presas”, diz o vereador, e acrescenta: “esses vagabundos que nos matam, que mata sua mãe, seu pai, degola, estupra, come a sua filha, o seu filho, rasga; esses frescos, foram eles mesmo se matando, e deveriam matar mais para diminuir as despesas”.

Luiz Almir disse ainda que cada detento que tem filho, a sociedade paga R$ 950,00 por mês, enquanto ele tá preso “pesando em matar mais”. Para o vereador, no Brasil ser bandido virou profissão, “pois os vagabundos viraram vítima e as vítimas estatísticas”.



Deixe um Comentário