Segurança

Viagem do medo: ABIH cobra solução para constantes assaltos no caminho do aeroporto de São Gonçalo

UM FAZENDEIRO TEVE SEU CARRO MARCADO PELAS BALAS, MAS CONSEGUIU FUGIR DA AÇÃO DOS BANDIDOS. FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

Por Elane Nascimento

O caminho até o Aeroporto de Natal, em São Gonçalo do Amarante, tornou-se uma verdadeira “Rota do Medo”, isso porque os casos de emboscadas violentas na região, infelizmente, estão sendo cada dia mais frequentes. Na noite desse domingo, dia 11, dois casos foram registrados. No primeiro, um fazendeiro teve seu carro marcado pelas balas, mas conseguiu fugir da ação dos bandidos. Na segunda ação dos criminosos, cerca de 20 minutos após a primeira emboscada, um grupo de turistas que estão numa Van.

Por volta das 22h do domingo, um fazendeiro – que não quis ter sua identidade revelada – estava a caminho do Aeroporto Aluízio Alves, quando foi surpreendido pela ação dos criminosos, mas conseguiu escapar. No carro, entretanto, marcado por balas, ficaram os registros da noite de terror. De acordo com o sobrinho da vítima, o empresário do ramo de turismo Murilo Felinto de Carvalho, apesar do susto, o tio conseguiu chegar ao aeroporto em segurança e passa bem. Já os turistas, infelizmente, não contaram com a “sorte”. A Van foi parada na emboscada e os turistas tiveram seus pertences tomados o que acabou dificultando o embarque ao chegarem no aeroporto, após registro do infortúnio, o grupo conseguiu embarcar normalmente.

Diante dos constantes assaltos na região, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH-RN), José Adécio Júnior, em declaração exclusiva ao BLOG DO FM, cobrou um plano de ação do Governo do Estado para garantir a segurança dos turistas e potiguares que trafegam até o aeroporto. “A segurança é fundamental para um destino turístico. Não adiante fazer promoção e divulgação se você não têm segurança. Essa questão da ida ao aeroporto precisa ser bem avaliada no sentido de se buscar que esse tipo de coisa aconteça; isso é ruim para o cidadão natalense e para o turista. É um apelo que a gente faz ao Governo do Estado: que faça um plano de ação conjunta coma Polícia Rodoviária Federal, porque o acesso dos dois lados é de BR; colocar iluminação no trecho novo e manter uma vigilância permanente, especialmente porque boa parte dos voos são na madrugada”, disse o Presidente da Associação.

O PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE HOTÉIS DO RN (ABIH-RN), JOSÉ ADÉCIO JÚNIOR COBROU UM PLANO DE AÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO

Outro Caso

Na madrugada da última sexta-feira, dia 9, cerca de 72 horas antes dos acontecimentos desse domingo, um grupo de turistas goianos se deslocavam em um táxi até o Aeroporto de Natal quando quatro homens armados interceptaram o veículo. Todos os pertences dos turistas, inclusive as bagagens, foram roubados. A família foi abandonada em via pública. O motorista do táxi foi feito de refém.

O empresário Abdon Gosson, presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem no RN (ABAV), classificou o caso como “inadmissível”. Segundo ele, é um verdadeiro absurdo. “É inadmissível que aconteça um descaso desses com um turista que chega por livre e espontânea vontade a nossa capital para deixar seu dinheiro e manter nosso sustento”.

“PRECISAMOS SOLICITAR URGENTEMENTE AO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA, SOBRETUDO AO GOVERNO DO ESTADO, QUE TOME AS DEVIDAS PROVIDÊNCIAS NO CORREDOR TURÍSTICO E NO ACESSO PARA O AEROPORTO ALUÍZIO ALVES”, SOLICITOU O PRESIDENTE DA ABAV, ABDON GOSSON

Gosson disse ainda que se a Polícia Militar não tem condições e nem estrutura para patrulhar toda cidade, que garanta pelo menos a segurança ostensiva nos corredores turísticos, pois quem vem nos conhecer e fomentar nossa economia precisa ser respeitado. “Precisamos solicitar urgentemente ao secretário de segurança, sobretudo ao Governo do Estado, que tome as devidas providências no corredor turístico e no acesso para o aeroporto Aluízio Alves, que está completamente abandonado e vulnerável, principalmente na madrugada”.  



2 Comentários

Deixe um Comentário