CORONAVÍRUS

“Vamos vacinar em janeiro e Manaus será a 1ª”, diz Pazuello

“A VACINA SERÁ DISTRIBUÍDA SIMULTANEAMENTE EM TODOS OS ESTADOS NA SUA PROPORÇÃO DE POPULAÇÃO”, DISSE O MINISTRO DA SAÚDE. FOTO: EBC

A vacinação contra covid-19 no Brasil começará em janeiro e a cidade de Manaus, que novamente sofre com aumento no número de casos, mortes e lotação de leitos, será prioridade na campanha nacional de imunização contra a doença, disse nesta quarta-feira o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Assim como aconteceu no início da pandemia, em abril, o Estado do Amazonas, e especialmente a capital Manaus, voltou a registrar crescimento nos indicadores da pandemia, o que fez com que Pazuello e membros da equipe do Ministério da Saúde fossem à cidade para prestar auxílio no combate à pandemia.

“Vamos vacinar em janeiro e Manaus será também a primeira a ser vacinada. Fui claro? Ninguém receberá a vacina antes de Manaus”, disse o ministro em pronunciamento à imprensa.

“A vacina será distribuída simultaneamente em todos os Estados na sua proporção de população, e Manaus terá essa prioridade também.”

O ministro declarou que a capital do Amazonas é “prioridade nacional neste momento” e se comprometeu com a abertura de novos leitos para o tratamento de covid, assim como envio de equipamentos e contratação de profissionais de saúde custeados pela pasta.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Amazonas, atualizados na segunda-feira, o Estado tem 216.112 casos confirmados da doença, além de 5.756 mortes provocadas pela covid-19. A ocupação de leitos de unidade de terapia intensiva era de 86,4% e de leitos clínicos para tratar a doença de 93,7%.

Só em Manaus, de acordo com órgão estadual, são 89.999 casos confirmados e 3.758 mortes.

Terra


Comente aqui