CORONAVÍRUS

Vacina de Oxford tem 70% de eficácia já na 1ª dose, diz pesquisadora

A VACINA DA OXFORD JÁ FOI APROVADA PARA USO NO REINO UNIDO, NA ÍNDIA, NO MÉXICO, NO MARROCOS, NA ARGENTINA, NO EQUADOR E EM EL SALVADOR. FOTO: AFP

A vacina contra covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a Astrazeneca e a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), demonstrou eficácia de 70% já após a aplicação da 1ª dose, segundo afirmou Sue Ann Costa Clemens, coordenadora dos ensaios clínicos desse imunizante no Brasil.

A vacina da Oxford já foi aprovada para uso no Reino Unido, na Índia, no México, no Marrocos, na Argentina, no Equador e em El Salvador. Mais de 1 milhão de doses já foram aplicadas. O imunizante deve começar a ser aplicado na população brasileira na semana que vem.

Na 6ª feira (8.jan.2021), a Fiocruz apresentou à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) o pedido de autorização para uso emergencial e em caráter experimental do imunizante da Oxford.

“A vacina demonstra uma eficácia de 70% com uma dose, e desde o início nós apostamos que essa era uma vacina de uma dose… Nos testes no Reino Unido, demos a 2ª dose com um intervalo maior, vacinamos com intervalos de até 12 semanas. Lá, mais de 8.000 pessoas entraram no grupo que recebeu a 2ª aplicação após mais de 8 semanas. Não tínhamos essa análise totalmente detalhada em novembro, para a 1ª publicação… Mas o estudo continua e, com a análise desses dados, já submetemos esse intervalo para aprovação no Reino Unido, onde isso consta na bula”, explicou Clemens ao jornal O Globo.

Poder360


Comente aqui