Educação

UFRN adia início de aulas remotas para 8 de setembro e abre edital para oferecer internet a estudantes carentes

FOTO: ILUSTRAÇÃO

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) decidiu adiar a retomada do período letivo 2020.1 para o dia 8 de setembro, segundo informou nesta quinta-feira (19). De acordo com a instituição, o adiamento foi necessário porque o programa de pacote de dados da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), do Ministério da Educação (MEC), não estaria implementado na data prevista para o início das aulas.

“Neste sentido, além do auxílio instrumental para aquisição de equipamentos, a UFRN vai também disponibilizar apoio financeiro para custear a contratação de internet dos estudantes prioritários da assistência estudantil”, informou a universidade.

A retomada do 2020.1, no formato remoto, havia sido planejada para 24 de agosto, porém, com a mudança, a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) prorrogou até esta quinta-feira (20), o período de rematrícula para o 2020.1 (2020.6).

A instituição aprovou auxílio instrumento de R$ 1.200 para cerca de 3,2 mil estudantes que fazem parte do cadastro único para estudantes em vulnerabilidade social, com renda familiar de até um salário e meio mensais. O valor foi disponibilizado para que os alunos comprassem equipamentos de tecnologia da informação para poder acompanhar as aulas.

Segundo a UFRN, o novo edital da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proae), para Auxílio de Inclusão Digital, visa contratação de pacote de dados de internet – para este mesmo público. A divulgação do processo seletivo estará disponível no Portal da UFRN.

G1RN


Comente aqui