Luto

Tricampeão Mundial da Fórmula 1, Niki Lauda perde corrida contra a vida

Foto: Getty Images

Líder de grandes corridas, primeiro lugar por três Mundiais da Fórmula 1. O voraz piloto despediu-se da vida aos 71 anos. Niki, que vinha ocupando a presidência não executiva da equipe Mercedes, passou por um transplante de pulmão em 2018. No início deste ano, após as festas de final de ano, uma febre alta o fez retornar ao hospital permanecendo internado por dez dias. Sua maior adversária, a saúde, porém, conseguiu vencê-lo. Nessa segunda-feira, 20, Niki não resistiu.

Em nota a família informou que Niki ” morreu pacificamente com sua família “. Informações preliminares indicam que houve falência renal e estava em Viena com seus familiares.

Pessoal

O piloto era casado desde 2009 com Birgit Wetzinger, que lhe havia cedido um rim para transplante quatro anos antes, quando o órgão doado em 1997 pelo irmão Florian teve problemas. Os dois tinham os gêmeos Max e Mia. Entre 1976 e 1991, o ex-piloto já tivera matrimônio com Marlene Knaus, com quem teve dois filhos, Mathias e Lukas. O tricampeão tinha ainda um outro filho fora do casamento chamado Christopher.

Carreira

Reprodução\Intagram Niki Lauda

Na carreira, Lauda foi campeão 1975, 1977 e em 1984. As duas primeiras pela Ferrari e a última, pela McLaren. A aposentadoria aconteceu em 1985.

A McLaren manifestou-se através das redes sociais: “Todos na McLaren estão profundamente tristes ao saber que nosso amigo, colega e campeão mundial de Fórmula 1 de 1984, Niki Lauda, faleceu. Niki estará para sempre em nossos corações e consagrado em nossa história.”, dizia a publicação no Instagram.

Reprodução\Instagram McLaren

Deixe um Comentário