Política

TORNEIRAS ABERTAS: Diretoria da CAERN ganha mais do triplo do salário da governadora Fátima Bezerra

Governadora Fátima Bezerra ao lado do Diretor-Presidente da Caern, Sérgio Linhares, na posse da nova diretoria da Companhia. Foto: Demis Roussos

Por Wagner Guerra

Não é de hoje que a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN) é criticada por muitos usuários potiguares pelo péssimo serviço que executa, principalmente nas obras de drenagem, através de suas terceirizadas, deixando ‘cicatrizes’ permanentes no asfalto e desnivelando ruas e avenidas. É daí que começa o imbróglio entre CAERN e Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Obras (SEMOV) para saber quem se responsabilizará pelo recapeamento danificado. Enquanto isso, motoristas ficam no prejuízo de trafegar em vias ‘tobogãs’.

Não bastasse isso, a companhia de economia mista, que já foi sugerida diversas vezes à privatização, devido a seu custo-benefício, agora faz jus a outro estigma já antigo: uma espécie de cabide de emprego do Governo do RN.

Se a propaganda pública pede economia de água, por outro lado omite aos usuários os salários dignos de marajás pagos a sua diretoria, acima do teto constitucional, mesmo que a Companhia seja regida pela CLT. No entanto, graças ao Portal da Transparência da CAERN, tornaram-se público os vencimentos de seus dirigentes. Segundo informações do blog Nos Bastidores da Política, uma engenheira, que assumiu no começo da atual gestão a função de Diretora de Empreendimentos, Maria Geny Formiga de Farias, recebeu no mês de março, a ‘bagatela’ de R$ 71,256,97 – mais que o triplo do salário da governadora Fátima Bezerra, que é de R$ 21,9 mil.

Outro diretor que recebeu acima do teto constitucional na CAERN, é o engenheiro de carreira e Diretor de Operação e Manutenção, João Alberto Dantas da Costa. Ele ‘abocanhou’ a remuneração de R$ 41,880,31, referente a março.

Entre os executivos, a média dos menores salários chega a R$ 21 mil, como é o caso do Diretor-Financeiro George Marcos de Aquino Freitas, referente ao mês de março. Já a Diretora Administrativa, Duarte  Ubarana, recebeu  R$ 13 mil no mês de maio.

Curiosamente, o Diretor-Presidente da CAERN, o ex-superintendente da Caixa Econômica Federal no RN, Roberto Sérgio Linhares, registrou sua maior remuneração (janeiro a maio) em torno de R$ 17 mil.


11 Comentários

  • Flávio, ouvi ontem de CAC, um comentário sobre as dificuldades de caixa do Estado. Então ele sugeria à Governadora a privatização da CAERN, fazendo um comparativo com a COSERN privatisada há 20 anos atrás.
    Naquela ocasião, todo mundo era contra, e agora, porque não se fazer uma pesquisa com duas perguntas:
    1. Você está satisfeito com a privatisacão da COSERN ?
    2. Você é a favor da privatização da CAERN ?
    Abraço amigo

    • Sim a favor da privatização pois merecemos coisa melhor . isso e um absurdo o que Fátima tá pagando com nosso dinheiro pra esse povo não trabalhar .nunca vai pagar os atrasados por isso

      • A governadora não é culpada por esses cabide de emprego que existe muito antes dela e vai continuar em outros setores.
        A privatização não é solução. Precisamos de serviços com preço e qualidade. A água sempre deverá ser um bem público. A exemplo dos acidentes da Vale do Rio Doce a privatização traz prejuízos para a população e só faz enriquecer os donos as custas do povo brasileiro que passam a ganhar muito mais que esses diretores.

  • Quem não estiver satisfeito com o serviço da Caern, manda cortar a ligação de água e encha a caixa d’água e as respectivas piscinas com água mineral. Pelo menos já vão se acostumando com a tarifa que vem por aí. Quem executa os serviços de recapeamento asfáltico é uma terceirizada.

  • Meu caro, boa noite.
    Primeiramente, gostaria de parabenizá-lo por trazer um assunto tão crítico à tona. Em segundo lugar, gostaria de esclarecer alguns pontos bem interessantes, que podem fazer com que você não se comprometa lá na frente: Primeiramente, gostaria de explicar que a CAERN é uma sociedade de economia mista, ou seja, faz parte da Administração Indireta. Em outras palavras, a Companhia dota de um regimento mais independente. Fato importante que não foi mencionado por você é que os colaboradores da CAERN são regidos pela CLT. Isso mesmo, meu caro. O teto dos estatutários não cabe à Companhia. Já com relação aos empregados de carreira, como João Alberto e Geny, eles podem ultrapassar o teto pelo mesmo motivo mencionado acima: resumidamente, eles possuem um salário que foi atualizado durante os anos acrescido do vencimento referente ao cargo de Diretor.
    Outro erro esdrúxulo cometido pelo senhor em seu relato, pois não dá para chamar isso de texto informativo, é o fato de relacionar o serviço de drenagem com os serviços prestados pela CAERN. A drenagem, meu caro, é competência da prefeitura municipal. A CAERN é responsavel por fornecer a água e o esgotamento sanitário, como a própria sigla diz.
    Com relação aos buracos, realmente é um problema que às vezes está relacionado às empresas privadas que prestam serviço para a Companhia. Não sei se ja notou, mas muitas empresas usam a logo da companhia em destaque e coloca muito discretamente os seguintes dizeres “a serviço”.
    Concluindo, antes de fazer uma denúncia tão séria, que questiona um dos princípios da Administração publica, o da eficiência, previsto na nossa constituição, peço que faça uma pesquisa que seja, entenda, critique, mas com argumentos válidos, bem embasados e continue fazendo isso. Traga o debate para o povo. Mas evite as notícias fake, porque dessa forma você vai ajudar a colocar pessoas desqualificadas no poder, como num caso bem recente no nosso país.

  • Se tudo que realmente chegar se a uma privatização fosse a solução dos problemas do estado …. Tipo a educação , segurança e saúde , eu opnaria a privatização de tudo … Mais em um país desse que na vdd é um verdadeiro berçário de corruptos onde só visão o seu bem estar … e o resto que sofra as consequências tomadas pelos que estão no poder , isso é lamentável , cadê … A venda da Cosern mudou em que na mesa do pobre , pelo contrária … Serviço caro onde tira da mesas dos que não tem as verdadeiras condições pra ter uma simples geladeira em sua humilde casa , vamos governadora … Vende tudo aí e garante pelo menos uma educação de primeiro mundo em nosso estado !

Deixe um Comentário