Interior do RN

Tiroteio durante festa de emancipação em Luis Gomes causa tumulto e deixa dois mortos. Assista ao vídeo

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas a tiros no final da noite dessa sexta-feira, dia 6, durante uma festa pelos 129 anos de emancipação política de Luis Gomes – município da região Oeste potiguar. O caso aconteceu por volta das 23h40, perto da Praça da Igreja Matriz da cidade. Uma multidão acompanhava os shows musicais. Houve pânico e correria. O atirador foi preso após ser também ser baleado pela Polícia Militar.

Três shows estavam marcados para acontecer durante a noite em Luis Gomes, na 14ª edição da Feira de Negócios, Atividades Culturais e Turismo (Fenacut), promovida pela prefeitura municipal. A principal atração da noite, que nem chegou a se apresentar por causa do crime, era o cantor Léo Magalhães. O evento foi transmitido pela prefeitura ao vivo e, no vídeo, é possível ver a correria do público. A estimativa da Polícia Militar é de que havia 10 mil pessoas na festa, que iria entrar pela madrugada.

De acordo com a PM, a suspeita é de que o criminoso já tenha ido para a festa com a intenção de matar pelo menos uma das pessoas. O alvo seria um homem, que estava sentado na calçada de casa, que fica próxima ao palco principal da festa, e que, de fato, acabou sendo uma das vítimas. Pessoas que estavam próximas, entre elas uma mulher, também foram atingidas pelos tiros.

Assista ao vídeo

As vítimas que morreram foram identificadas como Franciélio Luis de Souza, 34 anos e Rodolfo Jaime Pinheiro Ferreira, de 31 anos. A polícia não detalhou qual deles seria o alvo principal.

Após o tiroteio, o suspeito correu, mas se deparou com uma equipe da Polícia Militar que fazia uma ronda numa área mais afastada da festa. O homem ameaçou atirar nos policiais, mas foi atingido no braço e acabou preso. O homem tem 36 anos e cumpria pena no regime semiaberto na cidade de Sousa, na Paraíba.

A arma usada no crime – um revólver calibre 38 – tinha seis munições deflagradas. Ainda de acordo com a polícia, o suspeito vestia duas camisetas – uma por cima da outra – e uma bermuda por baixo da calça. “Isso indica que ele premeditou o crime. Que ele ia trocar a roupa para se infiltrar no meio da multidão”, considerou o subtenente Gentil Melo.

Baleado, o criminoso foi levado ao hospital da cidade e depois encaminhado para Pau dos Ferros. Após liberação médica, foi conduzido para a Delegacia de Pau dos Ferros, que vai ficar responsável pela investigação. Ele deverá permanecer custodiado no Rio Grande do Norte.


Deixe um Comentário