Polícia

Terceiro suspeito do latrocínio que matou professor universitário na zona Norte de Natal se entrega à polícia

MATHEUS COSTA DO NASCIMENTO, 18 ANOS. ELE É SUSPEITO DE PARTICIPAR DO LATROCÍNIO QUE VITIMOU UM PROFESSOR UNIVERSITÁRIO DE 30 ANOS, DIA 2 DE DEZEMBRO DE 2018, NO BAIRRO DO POTENGI, EM NATAL

Na companhia da mãe, Matheus Costa do Nascimento, 18 anos, se apresentou no início da tarde desta segunda-feira (21) na Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ele é acusado de matar o professor universitário Marcos Gonzaga da Silva, 30, que foi baleado na cabeça em um assalto na noite do dia 2 dezembro do ano passado,  no bairro do Potengi, em Natal.

Além de Matheus, a polícia prendeu no dia seguinte ao crime, Raynara Tayse da Silva Santana, de 18 anos e apreendeu um adolescente, ambos por participação no latrocínio.

No momento do crime, o professor estava no interior do seu carro em frente a sua residência quando foi abordado por três criminosos e, ao tentar sair em velocidade com o veículo, foi alvejado por disparos de arma de fogo na cabeça. Em depoimento à DHPP, Matheus Costa contou que ele tinha uma certa dívida no valor de 8 mil reais, e por isso teria pego emprestada a arma usada no crime (um revólver calibre 32) para roubar o carro, vendê-lo e pagar esta dívida. Além disso, contou que no dia 2 de dezembro, o adolescente teria chamado um uber, já ciente da ação criminosa. Logo após, eles saíram da casa de Raynara em um crossfox, dirigido pelo uber, que teria ainda apontado o veículo a ser roubado.

A Polícia Civil continua as investigações do caso com o intuito de verificar a versão de Matheus, que inclui a participação do motorista de uber na ação criminosa.


Deixe um Comentário