Brasil

Tenente e falso PM são presos suspeitos de homicídio em Maceió

A POLÍCIA ENCONTROU FARDAMENTOS FALSOS E UMA PISTOLA .40 E MUNIÇÕES. FOTO: DIVULGAÇÃO

Durante ação contra assassinos em Maceió nesta sexta-feira, 8, a Delegacia de Homicídios prendeu um tenente da reserva da Polícia Militar e outro homem identificado com Wagner Luiz das Neves, que se passava por policial. Os dois foram detidos acusados de executar Luciano de Albuquerque Cavalcante, de 48 anos com mais de cinco tiros no Village Campestre há duas semanas. A motivação para o crime, seria a negociação e venda de um terreno avaliado em R$ 1 milhão que pertencia a vítima, no qual os dois suspeitos tinham interesse.

Segundo informações da Taciane Ribeiro, responsável pela operação, o militar José Gilberto Cavalcante de Góes premeditou o homicídio e junto com o falso policial abordaram o dono do terreno em frente sua residência. Os suspeitos foram descobertos após as câmeras de segurança do local gravar um veículo modelo Voyage branco de placas QLJ 3302/AL passando ao lado da vítima – que estava dentro de seu carro – e atirar diversas vezes.

“O Gilberto passou pela vítima e efetuou cinco tiros. Quem dirigia era o Wagner, que mantém grande amizade no meio da Polícia Militar, inclusive, muitas pessoas acreditam que ele era do serviço de inteligência,  e ele possui em casa vários fardamentos da polícia”, disse a delegada.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos entre o Benedito Bentes e no conjunto Henrique Equelman. Além dos fardamentos falsos, a polícia também encontrou documentos e cartuchos de uma pistola .40, que servirão como provas para as investigações.

Os presos e o material apreendido foram encaminhados para a sede da Delegacia de Homicídios.

Com informações: O Dia+


Deixe um Comentário