Brasil

“Tem dias que parece que a Justiça não existe”, diz Moro sobre liberdade de Lula

A REFLEXÃO DO MINISTRO FOI DECLARADA DURANTE CELEBRAÇÃO DO DIA NACIONAL DA JUSTIÇA E FAMÍLIA, NO PARANÁ. FOTO: DIVULGAÇÃO

O ex-juiz e ministro da Justiça, Sergio Moro, declarou, nesta sexta-feira, 6, em Curitiba, que a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva trouxe uma sensação de abandono da Justiça. Ele participou, ao lado do general Hamilton Mourão, de uma celebração do Dia Nacional da Justiça e Família, organizado pelo governo do Paraná.

Tem dias que parece que a Justiça não existe. Nós vemos criminosos sendo soltos, fazendo pouco da Justiça”, desabafou Moro no evento realizado no Teatro Fernanda Montenegro.

Moro disse ainda que é preciso ter esperanças nas prisões após a condenação em segunda instância. No início de novembro, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu contra a execução provisória de pena após o réu ser condenado.

O novo entendimento afeta quase cinco mil presos, de acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça. Entre eles, segundo um levantamento do MPF (Ministério Público Federal), estão 38 condenados em segunda instância no âmbito da Operação Lava Jato. O ex-ministro José Dirceu e ex-executivos de empreiteiras são alguns deles.

“Nós respeitamos o STF, sabemos que é uma instituição importante para a democracia, mas divergimos respeitosamente”, completou Moro.

Veja um trecho do discurso de Moro


Deixe um Comentário