Brasil

TCU absolve Dilma no caso da compra de refinaria em Pasadena, nos EUA

O MINISTRO VITAL DO RÊGO ARGUMENTOU QUE NÃO HOUVE MÁ-FÉ NA AQUISIÇÃO DA REFINARIA, QUE GEROU PREJUÍZO DE US$ 580,4 MILHÕES À PETROBRAS. FOTO: DIVULGAÇÃO

O Plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) absolveu, nessa quarta-feira (14/4), a ex-presidente Dilma Rouseff (PT) pelos prejuízos da Petrobras com a compra da refinaria americana de Pasadena (EUA).

Na mesma decisão, os ministros da Corte de Contas condenaram o ex-presidente da estatal José Sérgio Gabrielli, além dos ex-diretores Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró, que foram delatores na Operação Lava Jato.

Na época, Dilma era ministra da Casa Civil e integrava o Conselho de Administração da Petrobras, e votou pela compra da refinaria.

Além de Dilma, também foram absolvidos outros ex-integrantes do Conselho de Administração da estatal, como o ex-ministro Antônio Palocci, Claudio da Silva Haddad, Fabio Barbosa e Gleuber Vieira.

Metrópoles


Comente aqui