Política

Suspensão de licença-prêmio pode abalar ainda mais relação de Fátima Bezerra com sindicalistas

FÁTIMA BEZERRA TERÁ QUE DESEMPENHAR UM ESFORÇO A MAIS PARA MANTER CORDIALIDADE ENTRE GOVERNO E SERVIDORES.

Publicado no Diário Oficial desta terça-feira (22), a suspensão do gozo e pagamento de licença-prêmio até o final de 2019, apareceu como mais uma medida que deverá afetar negativamente o relacionamento entre a governadora Fátima Bezerra (PT) e os servidores estaduais.

Se de um lado, a petista tenta resolver a crise financeira do Estado, do outro, os servidores estão sobrevivendo há meses com o dilema dos salários atrasados e já não recebe com satisfação qualquer medida que não seja a regularização da folha salarial.

Nesse cenário, suspender ou cortar benefícios se torna um elemento a mais na crise e anuncia mais desgastes na relação.

Na publicação de hoje, a decisão é explicada com “a decretação do estado de calamidade financeira”. Uma justificativa que não agradou sindicatos da categoria e já foi agendada para logo mais, ás 15h, uma reunião urgente tendo como principal pauta a suspensão das licenças-prêmio.

Se até então, a governadora petista trazia em sua trajetória o bom relacionamento com sindicalistas e com a luta da defesa dos servidores, agora, diante da situação em que assumiu o governo do RN, Fátima e sua equipe terá que criar malabarismos para enfrentar a crise e manter a cordialidade com os trabalhadores.


Deixe um Comentário