Geral

Solenidade dos novos Advogados do RN é marcada por discurso político de Santa Cruz

FELIPE SANTA CRUZ ESTEVE PRESENTE NAS SOLENIDADES DOS NOVOS ADVOGADOS E CELEBRAÇÃO AOS 70 ANOS DA CAARN. FOTO: DIVULGAÇÃO/OABRN

“Boa parte desses jovens entraram na faculdade em busca do concurso público que não virá”. A citação é do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz. A “calorosa” afirmativa foi dada pelo presidente da Ordem durante seu discurso de saudação aos novos advogados do Rio Grande do Norte. Solenidade essa bastante atípica, uma vez que acontece normalmente às sextas-feiras e adiantou-se para a terça, celebrando também os 70 anos da Caixa de Assistência dos Advogados do Rio Grande do Norte – CAARN e visita do presidente da entidade.

Ao direcionar a palavra aos novos membros da OAB/RN, Santa Cruz deixou seu ponto de vista político sobre a situação do país afirmando que o tão sonhado cargo público “não virá porque o país está numa profunda crise fiscal”.

Outro ponto abordado foi a defesa do tão polêmico Exame de Ordem. Segundo Santa Cruz, “Quero que tudo o que foi dito contra o exame de ordem seja perdoado agora”, disse. “Para que o Brasil esteja em boas mãos”, é necessário haver o exame e outras entidades como médicos e engenheiros, de acordo com ele, buscam aprovação para realização de provas semelhantes para novos profissionais das áreas. “Se tem uma coisa de que não vamos abrir mão é do exame de ordem”, exclamou.

“Nas ruas vai ser dito que as famílias devem ser organizadas de maneira A B ou C. Nós sabemos a impotência da defesa das minorias. Nós sabemos da importância de retirar da sociedade, que já é muito violenta, o discurso da violência”, disse Santa Cruz demonstrando mais uma vez posicionamento político em sua fala.

ASSISTA AO DISCURSO:


Deixe um Comentário