Cidades

SINDUSCON-RN fará sensibilização sobre o projeto “O Futuro da Minha Cidade”


O Sindicato da Indústria da Construção Civil (SINDUSCON-RN) realizará em Natal, neste 5 de junho, no auditório Albano Franco no andar térreo do prédio da FIERN, um evento de sensibilização sobre o projeto “O Futuro da Minha Cidade”.

Criado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil – CBIC, através de sua Comissão de Meio Ambiente – CMA e iniciativa do SESI (Serviço Social da Indústria), o projeto tem como principal objetivo mobilizar a sociedade para ser protagonista na gestão das cidades, desenvolvendo soluções para a sustentabilidade.

A partir de experiências bem sucedidas de algumas cidades que se tornaram referências na prática da gestão urbana, o projeto propõe estruturar um modelo de plano de trabalho como facilitador, para gestores públicos e a própria sociedade local, na implantação de programas de planejamento e desenvolvimento sustentável que sejam permanentemente ativos.

A ação propõe um modelo de trabalho para a implantação de programas de planejamento e desenvolvimento sustentável envolvendo principais lideranças do município. Tem algumas características principais: a participação voluntária de grande parte das pessoas que compõem a hierarquia do conselho de desenvolvimento da cidade e a visão de planejar o futuro, desta forma a natureza está em planejar e tecer alianças para executar, o que impede que o conselho tenha qualquer conflito com o trabalho do poder público.

Estas duas frentes, aliás, são complementares na gestão da cidade, assim como o apartidarismo, que trata da ausência de ligação com partidos políticos, que é fundamental para garantir a legitimidade do conselho e preservar os interesses, desejos e demandas da sociedade, além do foco no desenvolvimento econômico, que define todos os projetos executados pelo conselho.

O futuro virá, estejamos preparados ou não. E, com ele, virão o crescimento e a multiplicação das cidades. Essas cidades serão lugares melhores ou piores de se viver? A resposta para essa pergunta está em nossas mãos, pois o futuro depende de como nos planejarmos para ele.

Apenas com o engajamento da sociedade civil organizada é possível aliar a criação e diversificação de oportunidades em uma cidade com a priorização, em sua forma, e no seu funcionamento, do bem estar das pessoas.


Comente aqui