Famosos

Segurança de Harry e Meghan deve custar R$ 114 milhões por ano

EX-CHEFE DA SEGURANÇA REAL DIZ QUE PLANO É ‘IMPRATICÁVEL’; MEMBROS DO PARTIDO TRABALHISTA RECLAMAM DA CONTA. FOTO: REUTERS

A conta anda alta no quesito segurança do príncipe Harry e Meghan Markle. A expectativa, segundo informações obtidas pelo jornal “Daily Mirror”, é de que a proteção da vida dos Sussex entre Canadá e Reino Unido deve custar 20 milhões de libras por ano, algo em torno de R$ 114 milhões.

Uma das razões do alto custo é que eles têm aparecido em diferentes lugares ao mesmo, o que levou a polícia a dobrar o efetivo destino à família. Há, no momento, 12 agentes com eles.

Ainda segundo o jornal, os planos têm causado problemas na polícia inglesa, que tem sofrido cortes no orçamento. Segundo Dai Davis, ex-chefe da segurança real e expert em segurança pública, “no estado atual, os planos são impraticáveis.”

“Já existe uma grave falta de oficiais treinados e isso está apenas aumentando os problemas da Met (Metropolitan Police, como é chamada a polícia inglesa)”, disse Davis.

Na última sexta-feira, em comunicado oficial, o casal afirmou que ainda precisa de proteção para si e o pequeno Archie.

Membros do Parlamento já começaram a reclamar da conta. Um dos que mais tem falado sobre o assunto é o trabalhista Stephen Doughty: “Eu apoio a liberdade de Harry e Meghan para escolher uma vida mais privada, mas agora é preciso fazer perguntas sérias sobre quem vai pagar esta conta de segurança crescente.Particularmente quando eles planejam viajar para negócios pessoais ou comerciais”.

O Globo



Deixe um Comentário