Cidades

Salários atrasados: Diante de impasse com Governo do RN, PMs e bombeiros convocam Assembleia Geral Unificada

REUNIÃO ACONTECERÁ NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA (3), ÀS 9H, EM FRENTE À GOVERNADORIA. FOTO: DIVULGAÇÃO

Depois de várias tentativas de acordo com o Governo do RN sobre o pagamento dos salários atrasados de 2018, as entidades representativas dos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN decidem convocar Assembleia Geral Unificada para a próxima quarta-feira (03), às 9h. O ato será em frente à Governadoria, no Centro Administrativo, para decidir os próximos passos diante de tal desrespeito com os profissionais de segurança, como eles defendem.

A decisão aconteceu após reunião com a governadora na tarde desta quarta-feira (27), quando não foi anunciada qualquer sinalização real sobre o pagamento dos passivos de 2018. “O Governo anunciou apenas que em maio e novembro de 2021 quitará o 13° atrasado de 2018, não havendo qualquer previsão sobre o pagamento de dezembro de 2018”, informa nota oficial emitida em conjunto pelas entidades.

O comunicado acrescenta ainda que em determinado momento da reunião, a governadora cortou o microfone dos representantes das entidades presentes e, em seguida, se retirou da reunião, deixando o assunto a ser tratado por seus secretários.

Para a subtenente Márcia Carvalho, vice-presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN), “é absurdo que diante de mais de dois anos de atraso seja feito um anúncio vago, sem data exata, sem informar qual faixa salarial vai ser abrangida, especialmente diante do acordo que foi feito em 2019 sobre priorizar as demandas da Segurança”.

A representante da entidade reforça que o Governo deve apresentar uma proposta mais precisa. “Diante deste vácuo, vamos nos reunir com a tropa para explicarmos a situação e discutirmos juntos alguma solução. Não vamos ser porta-vozes de uma notícia sem fundamento e sem previsões concretas”, enfatiza.


Comente aqui