CORONAVÍRUS

RN tem 150 mil pessoas que já poderiam ter tomado dose de reforço e não foram

FOTO: JOANA LIMA

O Rio Grande do Norte tem quase 150 mil idosos e profissionais da saúde que já poderiam ter tomado a dose de reforço da vacina contra a Covid-19, mas não compareceram aos postos de imunização. Os dados são do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Lais/UFRN), em relatório publicado no fim da tarde desta terça-feira (11).

Segundo o Lais/UFRN, o grupo de atrasados para a D3 é formado por 35.283 profissionais de saúde e 114.674 idosos com mais de 60 anos. No total, são exatamente 149.957 pessoas que estão com o ciclo vacinal completo, mas não receberam o reforço.

O relatório não traz o número de pessoas com idade entre 18 e 59 anos que estão com a terceira dose atrasada – neste público, a preocupação maior ainda é com a demora no recebimento da 2ª dose. De acordo com os dados do Lais, 231.496 pessoas só tomaram uma dose da vacina e não voltaram para dar sequência ao ciclo vacinal.

Os especialistas apontam que a dose de reforço da vacina é fundamental para garantir proteção contra as variantes do coronavírus. A ômicron já tem casos confirmados no País, inclusive com óbitos registrados.

O Rio Grande do Norte tem, até esta quarta-feira (12), 84% da população acima de 12 anos com uma dose da vacina. 75% receberam já a segunda dose ou a dose única. Apenas 19% do público geral receberam a dose de reforço.

Confira os dados:

231.496

Pessoas com 2ª dose atrasada

35.283

Trabalhadores da saúde com 3ª dose atrasada

114.674

Idosos com mais de 60 anos com 3ª dose atrasada

84%

População adulta com 1 dose

75%

População adulta com 2 doses ou dose única

19%

População adulta com 3ª dose

Portal 98 FM


Comente aqui