Polícia

REVOLTA NA OAB: Advogado potiguar é preso pela PRF por se encontrar com a quitação do veículo em atraso

O POLICIAL TERIA TOMADO O CELULAR DE GABRIEL, CHAMOU-O DE “MENINO” E DISSE QUE O MESMO ESTAVA PRESO POR COAÇÃO. FOTO: DIVULGAÇÃO/REDES SOCIAIS

O advogado potiguar Gabriel Bulhões , conhecido nacionalmente pelo seu trabalho no provimento 188/2018 do Conselho Federal da OAB e inovações tecnológicas na advocacia, foi preso pela na PRF de Mamanguape (PB) na tarde dessa quinta-feira, quando seguia para palestrar em João Pessoa.

Ao ser parado na blitz, constou que o licenciamento de 2018 estava em atraso, por isso o carro seria apreendido e removido para depósito.

Gabriel, então, apresentou os comprovantes de pagamento, mas o PRF disse que só liberaria o carro quando o sistema estivesse atualizado, que os comprovantes não adiantariam de nada.

O advogado, então, solicitou uma declaração de que o carro continuaria apreendido mesmo com os pagamentos efetuados, mas ouviu que só seria entregue sob ordem judicial.

Gabriel reiterou que enquanto servidor público o policial tinha o dever legal de fornecer a certidão, sentou-se e começou a gravar. O policial tomou o celular, chamou-o de “menino” e disse que o mesmo estava preso por coação.

Ele foi levado a sede da PF da Paraíba para prestar esclarecimentos sobre a documentação do carro. Isso provocou a revolta dos advogados que tentaram contornar a situação.

Assista ao vídeo abaixo, feito por advogados

https://storage.ricardoantunes.com.br/videos/5d311ddac2b46.mp4


Deixe um Comentário