Cidades

Restos da estátua Anjo Azul são retirados de praça na Zona Sul de Natal e levados para depósito

FOTO: DIVULGAÇÃO

Os restos do que já foi a estátua Anjo Azul foram destruídos durante uma obra de reforma de uma praça no conjunto Alagamar, em Ponta Negra, na Zona Sul de Natal. Passados cerca de oito anos, desde que foi removida do seu antigo local, na avenida Hermes da Fonseca, na Zona Leste, a obra estava divididas em pedaços que viraram entulhos no local.

Nestas quinta-feira (15) testemunhas afirmaram que trabalhadores da obra na praça usavam uma britadeira para quebrar os restos da estátua. Nesta sexta-feira (16), o material era tirado do local pelos trabalhadores, que colocaram o material em um caminhão.

“Durante o serviço no local, foi verificado que a estrutura do anjo não tinha mais viabilidade para recuperação”, disse a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) em nota.

“Após discutir com moradores do conjunto, bem como levando em consideração a exposição das ferragens e o alto grau de risco de acidentes para os frequentadores da Praça Alagamar, a secretaria optou por retirar o equipamento do local”, informou a pasta, em nota.

Os restos, segundo a pasta, serão colocados em um depósito da Semsur.

Obra

A obra de 12 metros de altura foi feita pelo artista plástico Jordão e ficava em uma casa da avenida Hermes da Fonseca, no Tirol, onde até 2010 funcionava uma galeria de arte com o mesmo nome – Anjo Azul. O prédio, no entanto, foi vendido e o novo dono pediu a retirada da estátua – o que só ocorreu em 2012. Vários destinos foram cogitados, mas o anjo acabou sendo dividido em partes e levado para a praça, com o objetivo de ser remontado, mas o projeto nunca teve andamento.

G1RN


Comente aqui