Cidades

Relatório da Ong “Todos pela Educação” aponta Natal como a capital do NE que mais investe no setor

KITS PESSOAIS FORAM ADQUIRIDOS PARA GARANTIR MAIOR SEGURANÇA. FOTO: SME

Natal é a capital do Nordeste que mais investiu em educação durante o ano de 2020. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (02), pela organização sem fins lucrativos “Todos pela Educação”. De acordo com a pesquisa que analisa dados do Sistemas de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (SICONFI), a Prefeitura do Natal aumentou de 2019 a 2020 em 1.1% o percentual de investimento nas despesas anuais empenhadas na função Educação, o que totaliza um montante superior a R$ 5 milhões. O investimento de 2020 foi de R$ 449 milhões. Das nove capitais nordestinas, apenas Natal e Fortaleza apresentaram crescimento. Maceió não apresentou os dados oficiais. A capital do Ceará registrou um aumento de 0,7% no setor. Dentre todas as capitais do país, Natal figura na 4ª colocação, seguida de Porto Alegre (1º), Macapá (2º) e Manaus (3º). Das 26 capitais brasileiras, 19 não apresentaram crescimento nos investimentos da educação, de acordo com o relatório divulgado.

O prefeito Álvaro Dias destaca os investimentos extras realizados desde o ano passado devido ao novo cenário, da pandemia do coronavírus, exigindo esforços para garantir a biossegurança dos alunos, como também uma alimentação adequada no período em que não se foi possível frequentar a escola. “A Educação é uma de nossas prioridades e não medimos esforços para garantir que os alunos, e toda a comunidade escolar, esteja em segurança com o retorno gradativo das aulas neste ano letivo”, afirma, referindo-se à aquisição de kits pessoais de higiene para alunos e também sobre os equipamentos que compõem agora as escolas para reforçar as medidas de segurança e higiene.

Segundo a secretária municipal de Educação, professora Cristina Diniz, foi realizada uma força tarefa para preparar as unidades de ensino para o retorno das atividades interrompidas presencialmente em decorrência da pandemia do novo coronavírus. “Realizamos a aquisição de kits de higiene, totens de álcool em gel, lavatórios móveis e fardamento, ou seja, despesas relevantes que impactam positivamente no investimento na educação e que também vão dar uma melhor condição ao retorno. Também realizamos a licitação e empenho para reforma de algumas unidades de ensino, no ano passado, com execução de obras já preparando para o retorno”, pontuando ações que justificam o aumento de gastos e investimentos da Prefeitura do Natal na Rede Municipal de Ensino.

Para exemplificar os investimentos, a professora Cristina Diniz aponta o montante de R$ 3.518.388,36 na aquisição de 56.484 kits de higiene, que é composto de 1 necessaire slin; 01 squeeze de 300ml; 03 máscaras laváveis; 01 toalha de rosto; 04 gel higienizador de 50g para mãos; 02 sabonetes líquidos de 120ml e 01 protetor (face shield), distribuído para toda Rede Municipal durante o processo de retorno das atividades letivas presenciais de acordo com o Protocolo para Retorno das Atividades Escolares construído com vários atores que compõem a educação pública de Natal.

Outro investimento na biossegurança nas unidades de ensino foi na aquisição de 451 totens de lavatório de higienização para adultos; 184 totens de lavatório de higienização infantil; 451 totens de álcool em gel para adultos e 100 totens de álcool em gel infantil, o que representou um investimento na ordem de R$ 557.884. Já o fardamento escolar para 58.411 estudantes recebeu o investimento de R$ 6.599.671,50.

“Durante o período de pandemia em que a Rede Municipal de Ensino suspendeu as atividades presenciais, a Prefeitura do Natal instaurou o Programa Merenda no Lar, com a entrega de três remessas de cestas básicas aos alunos matriculados nas 146 unidades de ensino”, ressalta Cristina Diniz que destaca o investimento de R$ 17.020.317,79, sendo R$ 13.619.722,95 de recursos próprios e R$ 3.400.594,84 de origem federal para execução do programa.



Comente aqui