Coluna

Refletores da Fama

refletores da fama

CONVIVÊNCIA COM HAROLDO BEZERRA

“(…) Vários anos almoçamos, às quintas-feiras, no Lula. Era o primeiro a chegar. Mesa com Genibaldo Barros, Álvaro Alberto, Ives Bezerra, Daniel, José Bezerra Marinho, Sávio Hackradt e Eduardo Melo, Kerubino Procópio e Aécio Emerenciano. Um dia, partiu Kerubino. Depois, Aécio. Agora, perdemos Haroldo. É a vida. Sim, deve ser. Mas, é também o aviso triste de que a morte dos amigos é a nossa própria morte que passa a viver dentro de nós. Que saudade dele!” (Vicente Serejo, Tribuna do Norte, 19.1.21).

ALTA DA UTI

Eva Wilma teve alta da UTI do Hospital Vila Nova Star, de São Paulo, onde está internada em consequência de uma pneumonia. Segundo o boletim médico divulgado ontem (20), a atriz “está consciente, mantendo estabilidade hemodinâmica e vai apresentando evolução clínica satisfatória”.

MANCHETE

“Primeiras doses (da vacina) atendem 16,8% do previsto no RN” (Tribuna do Norte: 19.1.21).

JÁ CHEGOU

Como era previsível, com o fim de Auxilio Emergencial a inadimplência está subindo entre pessoas físicas e pequenas empresas. São os primeiros sinais da crise de 2021 no Brasil.

PROMESSA OU AMEAÇA?

Em seu pronunciamento, feito na Base Andrews, em Washington, Trump despediu-se do pequeno grupo de eleitores, dizendo: “De uma forma ou de outra, voltaremos a nos encontrar”. E embarcou pela última vez no Força Aérea Um, o avião presidencial, rumo à Flórida.

Foto: Midiamax

VISITA

O deputado Arthur Lyra, candidato à presidência da Câmara dos Deputados, esteve em Natal para encontros com a bancada potiguar. Digno de registro sua visita ao ex-colega Henrique Eduardo Alves.

ESCÂNDALO

O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Mario Kono, recebeu em dezembro 274 mil Reais por vantagens extras e “penduricalhos”. Mas não foi o único. Os demais 29 desembargadores também foram contemplados com cheques em torno de 262 mil Reais.
O valor fixo de um desembargador de Mato Grosso é de R$ 35,5 mil.

BIDEN, PRESIDENTE

“Hoje estamos festejando o triunfo não de um candidato, mas de uma causa, a causa da democracia. A vontade do povo foi ouvida, o povo foi ouvido e a vontade do povo foi atendida”.

Foto: BBC.

CENAS

O jornalista Flávio Marinho com Dercy Gonçalves, no Festival de Cinema de Natal de 2005. Acervo : Valério Andrade

Comente aqui