ELEIÇÕES 2020

QUE ‘PELÉ’: Kelps Lima ‘muda de cor’ para abocanhar dinheiro na campanha e cai em desgraça para o eleitorado

FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Quando a gente pensa que já viu tudo, se engana. Depois do celular na mão e do rolezinho de buggy pela cidade, a nova estratégia do incansável Kelps Lima (Solidariedade) na disputa pela Prefeitura do Natal passa longe de um fair play.

Assim como outros 21 mil candidatos postulantes pelo país a fora, Kelps também resolveu mudar a declaração de cor e raça que deu no último pleito, em 2016, conforme registro disponibilizado pela Justiça Eleitoral.

Kelps antes era branco, mas agora tornou-se negro, ou melhor, um ‘Pelé’. De buggy ou não, quer pegar carona na onda de combate ao racismo e abocanhar a cota financeira para negros no fundo eleitoral, que havia sido aprovada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para 2022, mas será aplicada já nas eleições deste ano.

Nas redes sociais, eleitores se dizem perplexos com tal atitude do candidato e veem desrespeito com sua própria origem etnológica. Kelps ultrapassou todos os limites do bom senso nesse vale-tudo desenfreado que vem realizando na tentativa por algum cargo no Poder Executivo (municipal ou estadual). Com isso, o ‘candidato-camaleão’ pode ter decretado sua derrota precocemente nas urnas.

A criação da cota financeira para negros chegou a gerar debate sobre brechas nas regras —incluindo a subjetividade da autodeclaração de cor e raça e eventuais tentativas de burlá-la.


1 Comentário

  • Até onde sei ele abriu mão do fundo eleitoral… Kelps jamais faria algo do tipo visando ganhar dinheiro do povo. Por um acaso o nobre jornalista já tentou saber o que de fato ocorreu??? Acredito que não…

Comente aqui