Política

“Quando a euforia estava grande, Bolsonaro defendeu muito o superministério”, diz Styvenson, ao apontar incoerência do presidente

PARA STYVENSON, BOLSONARO AGE COM “INCOERÊNCIA” E COM “DESCOMPASSO” EM RELAÇÃO À SUA PROPOSTA DE SUPERMINISTÉRIO. FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER

O senador Styvenson Valentim (Podemos) disse a O Antagonista torcer para que Jair Bolsonaro nem sequer cogite mais recriar o Ministério da Segurança Pública.

“Com qual propósito? Vai ser mais eficiente do que já está? E entregaria esse ministério a quem?”, enumerou.

Na avaliação de Valentim, o presidente, quando flerta com a possibilidade de cisão das pastas da Justiça e da Segurança Pública, age com “incoerência” e com “descompasso” em relação à sua proposta de superministério de combate à corrupção e à criminalidade nas mãos de Sergio Moro.

“É incoerência. No início do governo, quando a euforia estava grande, ele defendeu muito a proposta do superministério. Qual o propósito de pensar em mudar isso?”


Comente aqui