Cultura

Quadrilhas juninas vão ganhar incentivo em Natal

A cultura nordestina ganhará mais um incentivo na capital potiguar. Foi aprovado em segunda discussão, na sessão ordinária desta quinta-feira (01), na Câmara Municipal, o Projeto de Lei 176/2017 da vereadora Eudiane Macedo (SD) que dispõe sobre o auxílio financeiro para as quadrilhas juninas da cidade do Natal. Outros cinco Projetos foram aprovados na Casa.

“O Projeto visa auxiliar um movimento tão nosso, tão nordestino e tão enraizado na nossa cultura para que ele não se acabe. Dispomos que na LOA já venha definido quanto será o valor destinado às quadrilhas juninas porque todos os anos o edital dos festejos  é aberto só no mês de maio gerando dificuldades para os quadrilheiros se organizarem”, explicou a autora do Projeto.

Segundo Eudiane Macedo, o movimento junino não tem o reconhecimento dos poderes públicos. “Por falta de apoio nossa cultura junina está se enfraquecendo a cada ano. Para se ter uma ideia há alguns anos existiam 130 quadrilhas juninas em Natal, hoje esse número caiu para menos de 30. Na zona norte tínhamos 60, atualmente, apenas oito. Não podemos deixar nossa cultura, nossa raiz acabar”, finalizou.

O vereador Preto Aquino destacou que o Projeto de Eudiane proporcionará garantias para que os quadrilheiros se organizem e celebrem os festejos juninos com mais tranquilidade. “É um Projeto de Lei muito importante para os que fazem a cultura junina porque muitas vezes os quadrilheiros precisam peregrinar nos sinais em busca de apoio para celebrarem uma época tão importante para a cultura nordestina”, afirmou o vereador.

Outro Projeto de Lei aprovado na sessão foi o 59/2017 do vereador Aroldo Alves (PSDB) que dispõe sobre o atendimento às famílias de crianças com doenças ou deficiências crônicas. “A Prefeitura deverá garantir assistência tanto psicológica, como também financeira, para as famílias mais carentes que enfrentam as dificuldades causadas pelas doenças e deficiências crônicas”, disse Aroldo Alves.

A Câmara Municipal aprovou também, em primeira discussão, o Projeto de Lei 92/2015 do vereador Bispo Francisco de Assis (PRB) que dispõe sobre o atendimento prioritários aos portadores de doenças raras e genéticas, estabelecendo diretrizes para a promoção e divulgação. O Projeto de Lei 184/17 do vereador Felipe Alves (PMDB) que institui no calendário oficial do município a “semana de Coleta de Resíduos”.


Deixe um Comentário