Saúde

Pulmões de quem tem Covid-19 ficam piores que de fumantes, diz médica

MÉDICA COMPAROU RAIOS-X DE PACIENTE RECUPERADO DA COVID-19 COM OS DE UMA PESSOA QUE FUMA HÁ ANOS E RESULTADO FOI ASSUSTADOR. FOTO: REPRODUÇÃO

Exames de raio-X dos pulmões de pacientes recuperados da Covid-19 mostraram danos muito piores do que os de pessoas que fumaram por anos.

Especialista em trauma, a professora assistente do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Texas Tech, dra. Brittany Bankhead-Kendall, compartilhou três imagens de raios-X: de um paciente saudável, de um fumante e outra de um paciente de Covid-19.

O raio-X de pulmões saudáveis ​​mostrou grandes quantidades de espaços pretos, o que significa que a pessoa pode respirar normalmente e inalar grandes quantidades de ar.

A nebulosidade que apareceu na radiografia de um fumante indica danos nas paredes e bolsas de ar dos pulmões, além de alguma inflamação. Mas, em contraste, a brancura do raio-X dos pulmões da pessoa com Covid-19 mostra evidências do que é conhecido como opacidades pulmonares.

Isso geralmente indica que os pulmões estão cheios de coisas como fluido, bactérias ou células do sistema imunológico, que podem limitar a quantidade de oxigênio que um paciente pode ingerir.

Cicatrizes intensas

Segundo a especialista, os pulmões de pessoas com coronavírus podem ser quase completamente brancos, o que significa que houve cicatrizes intensas e a falta de ar afetou os órgãos. Em contraste, os pulmões dos fumantes mostraram menos danos, mesmo entre aqueles que fumaram por anos, acrescentou Kendall, em entrevista à emissora de televisão CBS DFW.

Os pulmões afetados pelo novo coronavírus podem “entrar em colapso”, segundo ela, e “coagular”. A falta de ar pode persistir indefinidamente.


Comente aqui