Educação

Projovem Urbano abre inscrições e oferece 400 vagas em Natal

Foto: Manoel Barbosa

A partir desta segunda-feira (19/02), estão abertas as matrículas para o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem Urbano), voltado para pessoas com idades entre 18 e 29 anos que saibam ler e escrever, mas que não concluíram o Ensino Fundamental e necessitam de qualificação profissional inicial. O prazo de inscrição vai até o dia 28 de fevereiro e estão sendo disponibilizadas 400 vagas em Natal.

De acordo com a coordenadora geral do Projovem Urbano de Natal, Luzineide Martins Costa de Moraes, o objetivo do programa é promover a inclusão social dos jovens brasileiros de 18 a 29 anos que, apesar de alfabetizados, não concluíram o Ensino Fundamental, assim elevando o grau de escolaridade e buscando a reinserção na escola e no mundo do trabalho, por meio da qualificação profissional inicial, de modo a propiciar oportunidades de desenvolvimento humano e exercício efetivo da cidadania.

As aulas do Projovem Urbano edição 2018 – 2019, estão previstas para iniciar no mês de março, com data ainda a ser definida pelo Ministério da Educação (MEC). O programa terá duração de 18 meses (1 ano e seis meses).

Para se inscrever é necessário apresentar os seguintes documentos no ato da matrícula: Carteira de Identidade (original e cópia); CPF (original e cópia); Comprovante de residência (original e cópia) e Histórico ou Declaração Escolar. Caso o aluno não disponha deste último documento ele pode realizar um teste de proficiência sobre leitura e escrita que vai ser apresentado a ele, no ato da matrícula.

As matrículas serão realizadas na escola/núcleo onde o jovem irá estudar. Nesta edição, o Programa funcionará em duas unidades de ensino da Rede Municipal de Ensino: Escola Municipal Nossa Senhora da Apresentação (200 vagas), situada na Avenida Boa Sorte, 251, bairro Nossa Senhora da Apresentação e na Escola Municipal Professor Francisco de Assis Varela Cavalcanti (200 vagas), situada na Rua Lagoa Seca, s/n, bairro Guarapes. As aulas acontecerão no horário noturno.

De acordo com a coordenadora pedagógica do Programa, Ana Rosângela de Araújo, os livros dos alunos e dos profissionais envolvidos serão fornecidos pelo MEC. “Também será garantido a formação inicial e continuada de todos os professores formadores que atuarão no Programa”, contou.

O Projovem prevê também salas de acolhimento para os filhos dos alunos. A sala de acolhimento vai atender crianças de zero a oito anos. “É importante deixar claro que não tem valor pedagógico. Vamos acolher o filho do estudante no período das aulas para aqueles que não dispõem de alguém para deixar o filho neste horário”.

Segundo Luzineide Moraes, Natal vivenciou muitas experiências exitosas com alunos do Projovem Urbano. “Temos relatos de estudantes que concluíram cursos do IFRN, outros se profissionalizaram e abriram seus próprios negócios, e tantos outros com participação ativa e envolvidos em projetos na sua comunidade”.

O Projovem foi criado em 2005 a nível nacional. O município de Natal aderiu ao programa desde a sua primeira edição e vem fazendo adesões durante todos esses anos. Em 2008, foi criado o Programa de Inclusão de Jovens com quatro modalidades: Projovem Adolescente, Projovem Urbano, Projovem Campo – Saberes da Terra e Projovem Trabalhador, sendo o Projovem Urbano, a modalidade oferecida pelo município de Natal. O Programa Projovem Urbano faz parte das ações da Secretaria Municipal de Educação de Natal.



Deixe um Comentário