Esporte

Projetos para esporte e lazer são apresentados em audiência na CMN

DEBATE PROPOSTO PELO VEREADOR HUGO MANSO (PT), ATRAVÉS DA FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE. (FOTO:MARCELO BARROSO)

DEBATE PROPOSTO PELO VEREADOR HUGO MANSO (PT), ATRAVÉS DA FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE. (FOTO:MARCELO BARROSO)

A necessidade de espaços urbanos disponíveis para o esporte e lazer da população, especialmente a população jovem, pode ser atendida com projetos que valorizem a prática esportiva e preservação do meio ambiente. Esta foi a conclusão de um debate proposto pelo vereador Hugo Manso (PT), através da Frente Parlamentar em Defesa de Políticas Públicas de Juventude, com o tema “Juventude e o Direito a Cidade”.

“Precisamos de equipamentos que permitam às pessoas se deslocarem e  que estejam próximos às pessoas. Isso pode ser feito em área da cidade que podem ser ocupadas para uma diversidade de atividades de lazer, prática esportiva. Isso diminui o risco de violência. Alguns desses espaços já começaram a ser ocupados voluntariamente por alguns grupos que mostram como podem transformar para melhor esses espaços”, explica o vereador Hugo Manso.
Entre os espaços que cita, está o “Presépio de Natal”, em candelária, antes abandonado. “Natal é uma cidade carente desses espaços. Nós limpamos o local que antes tinha lixo e conservamos para a prática esportiva que foi crescendo e já é referência na cidade para quem gosta de patinar”, conta Cristiano Alves, do Clube dos Patins.
Outro projeto é o Ecopraça, que leva  leva arte e lazer com palestras, yoga, música, teatro, entre outras atividades às praças da cidade. “Surgiu essa ideia devido a necessidade de ocupar os espaços da cidade, trazendo vida, lazer e utilidade. Já percorremos todas as regiões da cidade”, relata o idealizador do projeto, Geraldo Gondim.
Na audiência, que ocorreu ontem (1º) no plenário da Câmara, o professor Milton França apresentou diversos projetos que poderiam ser executados pelos órgãos públicos, como um ecoparque na Zona de Proteção Ambiental (ZPA 7 – região do Forte dos Reis Magos) para a prática de rapel, tirolesa e esportes aquáticos; ou o Ecoparque do Bom Pastor, cujo projeto já se encontra no poder do município e seria um complexo esportivo com pista de skate, quadra, pista de bicicross, entre outros.
“São tantos projetos para a cidade que melhorariam a qualidade de vida das pessoas, mas tudo esbarra na questão de recursos e vontade política também. A maioria desses espaços seria na Zona Oeste, num local onde erroneamente se acredita que só serve para favelas”, explica o professor. Outro projeto é o Bioparque das Garças, no Guarapes. Lá é possível criar trilhas, prática de canoagem, ciclismo e onde existe o maior ninhal e dormitório das graças. Se executadas, as ideias também propiciariam o turismo ambiental e de aventura dentro de Natal.


Deixe um Comentário