Luto

Professor e sociólogo Rinaldo Barros perde a luta para o câncer e morre aos 74 anos

PROFESSOR RINALDO BARROS ENFRENTAVA UM CÂNCER. FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Morreu na noite dessa terça-feira, aos 74 anos, o professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e sociólogo Rinaldo Claudino Barros. Ele vinha lutando há anos contra um câncer. Pernambucano de Recife, filho de pai operário e mãe doméstica, adotou o Rio Grande do Norte ainda muito jovem para estudar.

O velório será no Morada da Paz em Emaús a partir das 8 horas, a Missa de Corpo Presente começará às 15h no mesmo local.

Sociólogo, preso político no final dos anos 70, Rinaldo dividiu cela com o jornalista Rubens Lemos, após ser enquadrado em vários inquéritos, processado e condenado sob a alegação de subversão.

Rinaldo também foi fundador do PSB, ao lado da ex-governadora Wilma de Faria, e nos últimos anos, estava no PSDB, tendo sido ex-presidente do diretório na capital potiguar e o principal assessor político do atual secretário da Previdência, Rogério Marinho, na época em que ele estava como deputado federal.

Em 200, Rinaldo Barros lançou o livro ‘Uma nova ética para a gestão urbana’ – onde comentou sua tese de doutorado ‘Em Busca de uma Cidade para a Vida: a sustentabilidade urbana e a produtividade social em Natal e Região’.


Deixe um Comentário