BASTIDORES

Prioridade zero na emissora, programa Inter Tv Rural deve ser retirado do ar

SUPERINTENDENTE DA INTERTV CABUGI, DIRCEU SIMABUCURU. FOTO: REPRODUÇÃO

Vamos tirar essa porra do ar“. Essa frase, atribuída ao superintendente da Intertv Cabugi, Dirceu Simabucuru, mostra que o programa Inter TV Rural está com seus dias contados. Mesmo tratado como sendo um “estorvo”, o programa, produzido na Inter TV Costa Branca, recebeu a medalha do Mérito Rural Senador Moacyr Duarte, na categoria Comunicação e Jornalismo, na noite desta quinta-feira (12), por iniciativa da Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte (Faern).

FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Segundo informações repassadas ao BLOG DO FM por pessoas que circulam com desenvoltura pelos bastidores da emissora global, desde a chegada do diretor de jornalismo Marcelo Vicioli, o Rural tem tido prioridade zero. Quando tem que derrubar uma pauta pra fazer alguma ocorrência, o programa é o primeiro a sair da lista. Passaram a faca nas viagens à municípios distantes para produção de material jornalístico, o que sempre foi o diferencial do programa por mostrar o interior do estado e suas potencialidades.

FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM/INTERTV

No entanto, na “noite do triunfo”, quando a emissora recebeu a medalha do Mérito Rural Senador Moacyr Duarte, o “discurso mascarado” foi de agradecimento e ressaltando a importância do homem do campo e a produção rural.

 nomes dos agraciados pela Faern por categoria:

  • Produtor Rural ou líder classista: Francisco Veloso Júnior – diretor executivo da Tapuio Agropecuária
  • Política e/ou Administração Pública: Coronel Alarico José Pessoa Azevêdo Júnior – Comandante geral da Policia Militar do Rio Grande do Norte
  • Desenvolvimento científico, tecnológico ou do ensino: Elton Lúcio de Araújo – Professor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)
  • Comunicação e/ou Jornalismo: INTERTV Cabugi – Afiliada a Rede Globo

Resta saber até quando a emissora potiguar irá tratar com desdém os que lhe conferem bons resultados. O InterTV Rural não foi o primeiro a ser premiado e “lançado à lixeira”.

Na última segunda-feira, 9, o repórter esportivo Oscar Xavier foi demitido no mesmo dia em que recebeu premiação do VII Prêmio de Jornalismo do MPRN justamente por material produzido para a emissora.


Comente aqui