Mundo

Princesa de Dubai afirma em vídeos que está sendo mantida ‘refém’

LATIFA BINT MOHAMMED AL MAKTOUM, FILHA DO PRIMEIRO-MINISTRO DOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS. FOTO: REPRODUÇÃO

A filha do bilionário governante de Dubai, que tentou fugir para o exterior em 2018, apareceu em gravações secretas alegando que está sendo mantida refém em uma “casa transformada em prisão” sem acesso a assistência médica, segundo um documentário da emissora britânica BBC.

A princesa Latifa bint Mohammed Al Maktoum, filha do primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos, o xeique Mohammed bin Rashid Al Maktoum, foi vista publicamente pela última vez em março de 2018 a bordo de um iate na costa da Índia. Em seguida, uma ação das forças indianas e de agentes do governo de seu pai levarem-na de volta a Dubai. Os fatos foram relatados por duas pessoas que ajudaram a planejar sua fuga.

Foi a segunda fuga fracassada da princesa. Na primeira, em 2002, ela era adolescente e tentou deixar os Emirados Árabes Unidos.

Em um vídeo obtido pelo programa “Panorama”, da rede de televisão britânica BBC, parte do documentário “A Princesa Desaparecida” que seria transmitido na terça-feira (16) à noite no Reino Unido, a princesa Latifa diz: “Sou uma refém. Esta casa foi transformada em uma prisão. Todas as janelas estão lacradas, não posso abrir nenhuma delas… Estou sozinha, em confinamento solitário. Sem acesso a assistência médica, sem julgamento, sem acusação, sem nada”.

A CNN não verificou de forma independente os vídeos ou o paradeiro atual de Latifa, e entrou em contato com o governo de Dubai com um pedido de comentários.

De acordo com a BBC, a princesa Latifa gravou secretamente os vídeos com um celular escondida em um banheiro. O documentário informa que, cerca de um ano após Latifa ser levada de volta para Dubai, sua amiga Tiina Jauhiainen foi contatada por alguém que a ajudou a se reconectar secretamente com a princesa.

CNN Brasil


Comente aqui