Jurídico

Presidente do Tribunal de Justiça do RN recebe título de cidadão de Serra do Mel

Elpídio Junior

O presidente do TJRN, desembargador João Batista Rebouças, recebeu, nesta sexta feira, 17, o título de “Cidadão Serra-Melense”, em uma solenidade realizada na Câmara Municipal de Serra do Mel, município localizado na Região Oeste do Estado. A cerimônia contou com a presença do corregedor geral de justiça, desembargador Amaury Moura Sobrinho, além do secretário geral do Tribunal de Justiça, Lindolfo Sales e da prefeita de Areia Branca, Iraneide Xavier, dentre outros parlamentares e autoridades militares.

A homenagem foi proposta pelo vereador Ângelo Bil e ocorreu na sala das sessões Dr. João Bosco, sendo concedida, segundo os vereadores, a pessoas que se destacam em suas atividades e que prestaram serviços relevantes para o município e para a Região Oeste.

“Foi um reconhecimento ao período em que o desembargador atuou como juiz em municípios da Região e pelos serviços que vem prestando há muito tempo, por meio do judiciário, ao Estado”, disse o vereador, presidente da casa, José Moabe Soares.

“Fui pego de surpresa com o convite para participar desta solenidade e achei até bom. Porque se eu tivesse tido mais tempo pra elaborar um discurso eu passaria a tarde inteira para resumir elogios a trajetória de vida do desembargador João Rebouças”, destaca o corregedor geral de justiça, desembargador Amaury Moura, ao definir a iniciativa da Câmara como mais que a entrega de um título. “É uma forma que um município tem para também reconhecer essa trajetória”, acrescenta.

“Acompanhei o seu início, estudando em um colchão de solteiro. Hoje, ele é presidente do TJRN”, relembra a prefeita de Areia Branca, cunhada do presidente da Corte potiguar.

“Esse título de cidadão é mais que merecido e digno”, acrescenta o prefeito de Serra do Mel, Josivan Midiano, ao ressaltar o trabalho do pai do desembargador, que foi prefeito da cidade e ao relembrar os tempos de trabalho na agricultura dos membros da família Rebouças no município.

Para o presidente do TJRN, a homenagem é recebida, além de cercada de boas lembranças, com gratidão, elemento que, segundo ele, deve estar presente em todos os momentos da vida. “Foi meu pai que, mesmo sendo semi analfabeto, se dedicou a formar seus nove filhos e por meio de quem aprendemos a amar Serra do Mel”, ressalta o presidente do TJRN, em tom emocionado e de agradecimento. Contudo, o desembargador completa:

“Não vejo essa homenagem apenas como pessoal, com a qual me sinto acolhido. Mas a enxergo como uma homenagem, também, ao Tribunal de Justiça potiguar e a seu caráter também social, nesta visão moderna de judiciário e que está cada vez mais informatizado, para atender mais célere à população, com a agilidade nos julgamentos. Esse é um direito da sociedade e não é nenhum favor. É um dever que temos”, conclui.


Deixe um Comentário