Mundo

Presidente da Bielorrússia indica 50 ml de vodka por dia e sauna para curar coronavírus

Foto: AP Photo

O presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, tem insistido em uma tese original no combate ao coronavírus. Lukashenko, que está a frente do Executivo do país há 26 anos, vem defendendo que um tratamento a base de vodka e idas à sauna é eficaz contra o covid-19.

De acordo com uma publicação do jornal americano New York Post nesta segunda-feira, 30, o presidente bielorrusso tem acusado os países que adotaram políticas de isolamento como vítimas de uma “psicose” e tem insistido para que os cerca de 9,5 milhões de habitantes do país do Leste Europeu continuem a trabalhar normalmente. O presidente inclusive participou de uma partida de hóquei no gelo no último sábado.

“É melhor morrer de pé do que viver de joelhos”, disse Lukashenko, citando o revolucionário mexicano Emiliano Zapata. O presidente ainda afirmou que a prática esportiva é o melhor remédio anti-vírus. “Não tem vírus aqui”, disse durante a partida. E completou: “Eu não estou vendo (os vírus)”.

Estadão



Deixe um Comentário