Cidades

Prefeituras e órgãos reguladores recebem estudo sobre fontes de água mineral no RN

FOTO: DIVULGAÇÃO

O estudo de Reconhecimento Hidrogeológico e Ambiental das Áreas de Proteção das Fontes de Água Mineral está sendo entregue às prefeituras que possuem industrias do setor em sua região. Nesta última semana, foi a vez de apresentar os resultados aos gestores ambientais das cidades de Parnamirim e Macaíba. Apodi, Ceará-Mirim e São José de Mipibu também receberão o diagnóstico nas próximas semanas. Órgãos sanitários e de fiscalização do Rio Grande do Norte já receberam a documentação.

O levantamento técnico é uma iniciativa do Sindicato das Indústrias de Cervejas, Refrigerantes, Águas Minerais e Bebidas em geral do estado do RN (Sicramirn) e produzido pela ATV Geologia e Meio Ambiente. Foi realizada uma análise do entorno das fontes de água mineral de todo o estado e, no estudo, apresentadas medidas e ações de conservação ambiental.

Segundo o Sicramirn, uma das orientações é a inclusão dos dados deste levantamento nos Planos Diretores dos municípios em que as fontes estão localizadas. Além disso, é indicada a adoção de medidas de monitoramento do aquífero no licenciamento ambiental de empreendimentos localizados no entorno dos mananciais.

Para Roberto Serquiz, presidente do Sicramirn, a entrega dessa documentação aos gestores ambientais de cada município enfatiza pontos específicos e fortalece a importância do documento no monitoramento das áreas de proteção das indústrias de águas minerais daquela cidade. “As indústrias já empreendem ações para cuidado com os aquíferos, mas é preciso um esforço coletivo entre empresários e gestores públicos, cujo diálogo deve ser permanente. As águas subterrâneas não atendem apenas à atividade de extração de água mineral, mas também se destinam ao abastecimento público”, destaca.


Comente aqui