Interior do RN

Prefeitura de Jardim do Seridó terá que explicar retirada de calçamento do centro histórico

O MINISTÉRIO PÚBLICO LOCAL ESTÁ COBRANDO INFORMAÇÕES SOBRE A OBRA, APÓS VEREADORES E A POPULAÇÃO RECLAMAREM QUE A INICIATIVA VAI DESFIGURAR O CENTRO HISTÓRICO. FOTO: REPRODUÇÃO/YOU TUBE/JOSÉ RICARDO SILVA DOS SANTOS

A Prefeitura Municipal de Jardim do Seridó, no interior do Rio Grande do Norte, terá que prestar esclarecimentos sobre a obra de asfaltamento no centro da cidade para a qual lançou procedimento licitatório. O Ministério Público local está cobrando informações sobre a obra, após vereadores e a população reclamarem que a iniciativa vai desfigurar o centro histórico, cujo calçamento data de mais de 200 anos. O prefeito Amazan Silva (PSD) suspendeu a obra do afastamento enquanto responde aos questionamentos do órgão ministerial.

O líder da Oposição ao prefeito na Câmara Municipal, vereador Iron Júnior (PSB), conta que a área conhecida como Centro Histórico de Jardim do Seridó tem mais de 250 anos e o calçamento continua em boas condições estruturais e as ruas com fluxo organizado. “Não há defeito no calçamento. Além disso, o novo material, vai esquentar ainda mais a cidade e para a manutenção o custo será maior. A obra não preserva a história da cidade e esse investimento de R$ 250 mil poderia calçar umas cinco ou seis ruas da cidade que realmente precisam porque estão em péssimas condições”, relata o vereador.

A promotoria local do Ministério Público Estadual quer saber sobre como o processo licitatório está sendo realizado, além de informações sobre o impacto urbanístico e ambiental que deve ser causado pelo asfaltamento das ruas do centro da cidade na ordem urbanística do município. Segundo a assessoria do Ministério Público, ainda não foi emitido nenhuma recomendação porque o procedimento está em fase de análise, aguardando as informações da prefeitura no prazo de dez dias.


Deixe um Comentário