Geral

Policiais penais do RN iniciam movimento que restringe atividades

O ATO FAZ PARTE DAS MOBILIZAÇÕES EM TORNO DA CHAMADA “OPERAÇÃO PADRÃO”

Conforme anunciado pela categoria na semana passada, os policiais penais no Rio Grande do Norte deflagraram nessa quarta-feira, 4, um movimento que restringe as atividades realizadas pelos profissionais no sistema prisional do estado. A medida visa cobrar do Governo do Estado a conclusão dos trabalhos do projeto de reforma estatutária e encaminhamento à Assembleia Legislativa. Movimento continua nesta quinta-feira, 5.

Denominada de “Operação Segurança Acima de Tudo”, o movimento iniciado ontem pelos policiais penais foi definido em assembleia geral da categoria no último dia 26 em Natal. O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte (SINDASP-RN) informou que, com a medida, os trabalhadores do setor exercem somente as atividades consideradas essenciais.

Na assembleia da categoria na semana passada, o Sindasp-RN convocou os policiais penais que estivessem de folga nesta quarta a se concentrar em frente à Governadoria, no Centro Administrativo, na capital potiguar, na manhã de ontem para iniciar um acampamento. O ato faz parte das mobilizações em torno da chamada “operação padrão”.

Segundo o sindicato, a categoria cobra do Governo do Estado a conclusão das negociações do projeto de reforma estatutária. A entidade disse que apresentou uma proposta e agora espera uma resposta. O prazo acordado teria sido o último dia 30. “A gente quer tratamento isonômico e ser valorizado como parte da Segurança Pública”, defendeu na ocasião a presidente do Sindasp-RN, Vilma Batista.


Deixe um Comentário