Internacional

Polícia mata suspeitos de estupro coletivo durante reconstituição de crime

A POLÍCIA AFIRMA QUE ELES FORAM BALEADOS QUANDO TENTARAM FUGIR. FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

Quatro homens acusados de assassinato, sequestro e estupro coletivo de uma veterinária de 27 anos foram mortos por policiais durante a reconstituição do crime em Hyderabad, na Índia. A polícia afirma que eles foram baleados quando tentaram fugir. A morte foi divulgada nesta sexta-feira pela polícia indiana. As informações são da AFP.

“Eles foram mortos a tiros. Tentaram roubar as armas dos guardas, mas foram mortos. Chamamos uma ambulância, mas morreram antes da chegada dos médicos”, afirmou o vice-comissário da polícia local, Prakash Reddy.

O caso ocorreu na noite do dia 27 de novembro. A veterinária teria sido sequestrada enquanto estava tentando ligar sua moto, que havia tido o pneu furado pelos homens. Eles a abordaram oferecendo auxílio e ela ligou para sua irmã, relatando o incidente e afirmando que estava com medo.

No dia seguinte, o corpo da veterinária foi encontrado carbonizado debaixo de uma ponte. Os suspeitos foram detidos rapidamente e manifestações contra o estupro foram realizadas dentro da delegacia onde eles estavam. Uma deputada indiana chegou a afirmar que os culpados deveriam ser linchados em público.

Em 2017, mais de 33 mil estupros foram registrados na Índia, sendo 10 mil vítimas menores de idade – este é o mais recente dado oficial disponível.

IG


Deixe um Comentário