Cultura

Pinacoteca abre, nesta quinta-feira, exposição”Retratos da Vida”, de Martha Salem

Está confirmado para esta quinta-feira, 16, às 18h30, na Pinacoteca do Estado, a abertura da exposição “Retratos da Vida”, das obras de Martha Salem, que vai expor cerca de quarenta quadros – em óleo e aquarela – daquela que é uma das maiores artistas plásticas potiguares.Martha Wanderley Salem nasceu em 29 de agosto de 1910, em Açu (RN). Filha de Minervino Wanderley e Carlota de Sá Leitão Wanderley. Logo cedo, seus dotes artísticos começaram a tomar forma, atraindo a atenção das freiras austríacas do Colégio Nossa Senhora das Vitórias. Além de um talento ímpar para a pintura, ela também possuía uma enorme facilidade para aprender línguas. Aprendeu francês e alemão, mas seu desejo de retratar a natureza através da pintura sempre falava mais alto.

Casou-se com Emíio Salem Dieb e veio morar em Natal. Teve seis filhos, Emíio, Marta, Caio, Margarida e Elizabeth. Com o precoce falecimento do marido, ela começou a ensinar pintura e línguas para garantir o sustento da família. Assim o fez até as formaturas dos filhos. Porém, as súbitas mortes de seus filhos Emílio e Elizabeth, com apenas dez meses de diferença, trouxe à Dona Martha um vigor invejável. Passou a ensinar pintura e alemão sem cobrar absolutamente nada.

Suas tardes passaram a ser ocupadas com o sem número de alunos que a procuravam. Era uma forma de ocupar a mente. Seu dom para a pintura rapidamente tomou conta da cidade e quantidade de alunos aumentava a cada dia. Sua arte singular com os pincéis era exaltada por todos aqueles que tem o privilégio de conhecer suas obras Todos se perguntavam porque Dona Martha não queria um centavo por suas aulas, mas ninguém encontrava a resposta. Isso ficou com ela. Seu legado para a arte potiguar pode ser visto nos seus quadros – a óleo e aquarela.  Por ironia, faleceu exatamente na véspera de completar cem anos.



1 Comentário

  • Uma emoção quando estava fazendo uma busca sobre a minha eterna querida professora.E encontrei essa linda matéria. No meio de tantas alunas eu e, outra amiga eramos as mais novas.
    Uma honra de ter sido aluna dela. Meu primeiro contato com pintura a óleo sobre tela.Comecei com natureza morta. Ainda guardo a minha primeira obra de quando comecei. E tem algumas pinceladas dela. Eterna, querida professora, artista Visual e, um exemplo de mulher guerreira e muito humana. Martha Salem. Parabéns para o Blog! Uma bela recordação!

Deixe um Comentário