Cidades

Pessoas em situação de rua são vacinadas com apoio da Guarda Municipal do Natal

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Ronda Saúde da Guarda Municipal do Natal (RondaS/GMN) retomou nesta semana o trabalho de segurança e apoio na vacinação de pessoas em situação de rua. O serviço humanitário é conduzido pela equipe do Consultório de Rua da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e os guardas municipais têm a missão de proteção e acompanhamento de todo o percurso na busca de identificar os moradores de rua e realizar a imunização contra a Covid-19.

As rotas de busca ativa foram programadas compostas de uma guarnição de guardas municipais e uma equipe de vacinação. O roteiro é seguido ao longo das ruas e no momento que os agentes percebem pessoas em situação de rua, as mesmas são abordadas, identificadas, explicadas sobre o programa de imunização, feito o cartão de vacinação e aplicado o imunizante.

O apoio operacional dos guardas municipais garante o ordenamento da vacinação, dão segurança a equipe médica e contribui na busca da população que vive nas ruas e necessita do amparo social realizado pela Prefeitura do Natal, já que esse público é exposto a um risco maior de contaminação.

A ação de segurança preventiva da GMN no processo de vacinação da população da capital iniciou em 19 de janeiro quando atuou em comboio na logística de transporte dos primeiros lotes de vacinação recebidos pela Central Municipal de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Cemadi) da Prefeitura do Natal. As guarnições vêm garantindo a vigilância no ponto de guarda da vacina, deslocamento até os locais de aplicação do imunizante e durante o período ativo de aplicação das vacinas.

“Já são oito meses que nossos guardas municipais estão na linha de frente do sistema de vacinação da população natalense. Nossa missão de segurança, organização e informação as pessoas que buscam a vacina e a toda a estrutura montada para acontecer a imunização segue até o último natalense ser vacinado”, informou a secretária de Segurança Pública e Defesa Social de Natal, Sheila Freitas.



Comente aqui