Ambiental

Parque das Dunas recebe renovação do título “Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica” pela sexta vez consecutiva

OS POSTOS AVANÇADOS SÃO CENTROS DE DIVULGAÇÃO DAS IDEIAS, CONCEITOS, PROGRAMAS E PROJETOS DESENVOLVIDOS PELA RESERVA

O Parque Estadual Dunas do Natal Jornalista Luiz Maria Alves, recebeu nessa segunda-feira (26) a renovação do título de Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), concedido pela a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). É a quinta vez que a Unidade de Conservação Estadual tem seu título renovado. A solenidade aconteceu no auditório Tocandira e contou com a presença de membros da equipe técnica e administrativa do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN – Idema.

Para a gestora do Parque das Dunas, Mary Sorage, o título é bastante significativo para Estado: “Nossa responsabilidade de ter esse título nas mãos é gigante. É um título que diz para o Rio Grande do Norte, Brasil e Mundo que o Governo do Estado tem um compromisso com as presentes, mas sobretudo com as futuras gerações. Compromisso esse que está nas mãos de uma equipe dedicada e comprometida, que não nega o empenho de fazer com que essa Unidade de Conservação melhore a cada dia”, explica.

Os postos Avançados são centros de divulgação das ideias, conceitos, programas e projetos desenvolvidos pela Reserva. Para ser um Posto Avançado aprovado pelo Conselho é necessário que a instituição desenvolva pelo menos duas das três funções básicas da RBMA nos campos da proteção da biodiversidade, do desenvolvimento sustentável e do conhecimento científico e tradicional sobre a Mata Atlântica.

O conselheiro RBMA e representante da Unesco, Boisboudran Imperiano, participou da entrega do título e destacou a importância da preservação do Parque das Dunas. “A Mata Atlântica é uma das florestas mais ricas em diversidade de espécies e ameaçadas do planeta. O bioma abrange uma área de cerca de 15% do total do território brasileiro e inclui 17 Estados. Hoje, restam apenas 12,4% da floresta que existia originalmente. Em razão da devastação e das mudanças climáticas que nós enfrentamos, é de fundamental relevância a preservação dessa área aqui no Rio Grande do Norte. Além da manutenção da biodiversidade, a Floresta preservada contribui para a purificação do ar, a regulação do clima, a proteção do solo, rios e nascentes, favorecendo o abastecimento de água na cidade”, ressalta.

O título, concedido pela Unesco, tem validade de quatro anos, mas pode ser renovado, observando-se os esforços da instituição em cumprir as regras, no sentido de continuar trabalhando para a proteção do meio ambiente e desenvolvimento científico sustentável.

A Reserva da Biosfera é um modelo, adotado internacionalmente, de gestão integrada, participativa e sustentável dos recursos naturais, com os seguintes objetivos básicos: preservação da diversidade biológica, desenvolvimento de atividades de pesquisa, monitoramento ambiental, educação ambiental, desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida das populações, reconhecida pelo Programa Intergovernamental “O Homem e a Biosfera – MAB”, estabelecido pela Unesco, organização da qual o Brasil é membro.

Outros Postos Avançados do RN

O Rio Grande do Norte possui outros dois parques que possuem o título de Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica: O Santuário Ecológico de Pipa, também administrado pelo Idema, e o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, localizado na capital potiguar


Deixe um Comentário