Últimas do FM

Variedades

Midway Mall celebra 11 anos com performance teatral nesta quarta-feira

 COM O TEMA “HOJE NOSSA ESTRELA MAIOR É VOCÊ”, A APRESENTAÇÃO TERÁ A SUA APOTEOSE NA PRAÇA CENTRAL DO SHOPPING. ( DIVULGAÇÃO)


COM O TEMA “HOJE NOSSA ESTRELA MAIOR É VOCÊ”, A APRESENTAÇÃO TERÁ A SUA APOTEOSE NA PRAÇA CENTRAL DO SHOPPING. ( DIVULGAÇÃO)

Inaugurado em 27 de abril de abril de 2005, o Midway Mall celebra seus 11 anos nesta quarta-feira, 27. Na ocasião, o shopping preparou uma interação com os clientes que estiverem no Mall, a partir das 18h30:  uma performance  teatral e musical com o grupo Trupe do Elefante.

O grupo, formado por 25 artistas, vai circular pelos corredores dos três pisos do Shopping com suas roupas coloridas, como seres encantados, levando alegria e musica aos presentes.

Com o tema “Hoje Nossa Estrela Maior é Você”, a apresentação terá a sua apoteose na Praça Central, quando a voz de Isaac Galvão, acompanhada do piano de Danilo Guanais, vai encher o ambiente, fechando o evento com músicas dedicadas ao aniversário.

O espetáculo é dirigido e produzido pela diretora artística Diana Fontes, conhecida por dirigir dentre outros, o Presente de Natal e Chuva de Balas no País de Mossoró.

O shopping traz ainda em suas comemorações, a promoção que sorteia três Mercedes-Benz, sendo um deles conversível. As ações são presentes de aniversário que o Midway preparou, em retribuição à preferência de seus mais de 80 mil clientes que frequentam seus corredores diariamente.

Espetáculo: “Hoje Nossa Estrela Maior é Você”

Local: Shopping Midway Mall

Data: 27 de abril de 2016 – 18:30hs

Elenco: Tripe do Elefente (formada por 25 artistas do Presente de Natal)

Trilha original: Danilo Guanais

Participação especial: Isaque Galvão e Danilo Guanais

Maquiagem: Lelo Nascimento


Comente aqui

Segurança

Anuário da violência apresenta redução de 41% na morte de jovens entre 12 e 29 anos em 2015

sesed

O MAPEAMENTO FOI APRESENTADO NA MANHÃ DESTA SEGUNDA-FEIRA (25), NO CENTRO ADMINISTRATIVO, EM NATAL. (DIVULGAÇÃO/SESED)

 

O Coordenador de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), professor Ivenio Hermes, lançou na manhã desta segunda-feira (25), durante reunião extraordinária da Câmara Técnica de Mapeamento de Crimes Violentos letais Intencionais (CVLIs), o anuário da criminalidade de 2016, com o título “Metadados 2016: Juventude Potiguar”, com seu conteúdo focado na mortalidade dos jovens no Rio Grande do Norte, no período de 1º de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2015.

A obra, que possui 119 páginas, apresenta diversos artigos construídos em conjunto com o Observatório Infanto Juvenil (OBIJUV) em Contexto de Violência da UFRN, que usa a Metodologia Metadados como fundamento técnico-científico para repensar as ações de segurança pública.

“Se queremos vencer a criminalidade e reduzir os números da violência, precisamos nos preocupar verdadeiramente com nossa juventude. Precisamos de políticas públicas eficazes onde outros órgãos estaduais e municipais entendam seu papel neste contexto e façam sua parte, colaborando para uma transversalidade em todas as ações. Já está bem claro que o problema “violência” não se reduz somente com atividades policiais”, disse o professor Ivenio Hermes.

Quanto a mortandade da juventude, a pesquisa levantou que no período foram registrados 3.769 crimes violentos letais intencionais (CVLIs) envolvendo pessoas de 12 a 29 anos. Um total de 73% destes casos teve envolvimento com drogas e gangues, 16% violência interpessoal, 4% conflito com as forças policiais, entre outros. Dentre os quatro anos estudados, 2014 foi considerado o mais violento neste segmento com 1.741 CVLIs. Já o ano de 2015, registrou uma redução de 41% com 1.033 registros desta natureza, quando comparado com 2014.

Com relação ao sexo, o masculino continua liderando as estatísticas de mortandade na faixa etária estudada com 3.575 registros enquanto que o feminino teve 194 casos.O anuário ainda apresenta que os jovens que estavam fora da escola ou somente tinham concluído o ensino fundamental, sem atividade remunerada, da faixa etária entre 19 a 24 anos, de etnia parda, foram os que mais sofreram perdas de vidas no quadriênio 2012-2015.

Quanto ao local do crime, as vias públicas, na sua maioria, em bairros periféricos e localidades rurais, sem saneamento urbano, iluminação pública inexistente ou deficiente, calçamento e condições adequadas ao desenvolvimento sadio da juventude foram áreas de maior risco.O uso da arma de fogo foi o que vitimou 90% das pessoas entre 12 e 29 anos, nos últimos quatro anos, o que equivale a 3.389 casos, seguido por arma branca, asfixia, espancamento, entre outros.

“O investimento na pesquisa científica para criar um arcabouço de conhecimentos que deem subsídios à tomada de decisões em políticas públicas de segurança vem acontecendo estrategicamente. Em torno da produção científica as ações do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública, conseguiram reduzir as mortes violentas letais intencionais depois de dez anos de crescimento inexorável. E os resultados na redução das vítimas jovens não poderia ter sido diferente”, falou Ivenio Hermes.

Após apresentação do anuário aos membros da Câmara Técnica de Mapeamento de Crimes Violentos letais Intencionais, a obra passará por uma pequena revisão de diagramação para que possa ser lançado e publicado oficialmente nos veículos de comunicação dos órgãos que participaram deste processo de elaboração. Um material impresso, com o conteúdo completo, também está sendo produzido.

Além de Ivenio Hermes, a produção conta com a participação Ilana Paiva, Karla Viviane Rego, Rafael Barbosa, Gabriel Miranda, João Diogo, Angelo Jorge Neves, Sáskia Sandrinelli, Carmem Cavalcante, Luana Cabral, Jenair Alves, Josué Jácome Filho e Erica Cunha.


Comente aqui

Política

Prefeitura de Parnamirim erra pela segunda vez o balanço financeiro e não apresenta prestação de contas; vereador cobra correções

VEREADOR GIOVANI JUNIOR QUER QUE O MP INVESTIGUE AQUISIÇÃO DE KIT MILAGROSO PELA PMP

O VEREADOR GIOVANNI RODRIGUES JUNIOR (PSD) FEZ AS DENÚNCIAS

 

As denúncias foram feitas pelo vereador Giovanni Rodrigues Junior (PSD) durante sessão na Câmara Municipal de Parnamirim. Segundo ele, a prefeitura deveria ter enviado a prestação de contas do ano de 2015 até o dia 15 de abril, conforme consta na Lei Orgânica do município. O vereador fez a leitura do trecho da Lei onde cita os prazos para o envio do relatório e reforçou as consequências jurídicas para o não cumprimento dessa obrigação.

“A ausência da prestação das contas pode acarretar diversas consequências jurídicas negativas, tais como: a intervenção do município, a caracterização do crime de responsabilidade, com a possibilidade de decretação de prisão preventiva, do afastamento do cargo, a imposição de pena de detenção de três meses a três anos, perda do cargo e a inabilitação pelo prazo de cinco anos para exercício de cargo ou função pública”. “Eu gostaria, por questão de ordem, de deixar registrado e solicitar a prestação de contas da Prefeitura”, ressaltou.

O líder do executivo municipal na casa, vereador Antônio Batista (PMDB) rebateu a denúncia dizendo que a prefeitura já teria enviado a prestação de contas para o Tribunal de Justiça dentro do prazo. Porém, a fala de Batista apresentou outra falha, prontamente corrigida por Giovanni, quando leu novamente trecho da Lei onde consta que a prestação de contas deve ser enviada para Câmara Municipal e essa Casa que deve enviar o relatório ao Tribunal de Justiça.

O líder do prefeito, elogiou Giovanni e encerrou dizendo que ia trabalhar para “tentar” cumprir a Lei. “Quero louvar Vossa Excelência pelo cuidado e preocupação, nós vamos trabalhar e tentar cumprir isso aí”, encerrou o vereador Batista.

Mas os erros administrativos da prefeitura de Parnamirim tem sido constantes em relação às finanças do município. Na mesma sessão, o vereador Giovanni apontou uma republicação “ por incorreção” feita pelo executivo no Diário Oficial, onde corrigia os números citados no balanço financeiro de janeiro e fevereiro de 2016 que apresentava um saldo positivo de R$ 162,332,678,72 (cento e sessenta e dois milhões, trezentos e trinta e dois mil, seiscentos e setenta e oito reais e setenta e dois centavos)”.

Giovanni apresentou esse saldo positivo durante sessão no dia 11 de abril e pediu para que a Prefeitura utilizasse a “sobra” do dinheiro para pagar em dia os servidores do município. O executivo reconheceu o erro e fez a correção no dia 13 de abril com a republicação. Porém, segundo observou o vereador, essa republicação também está errada.

Para Giovanni, com uma simples comparação entre o balanço de 2016 e 2015 é possível observar que as despesas do município Continuaram sendo menores do que as receitas, o que continua gerando um saldo financeiro positivo. Ele ainda citou erros no resumo e demonstrativo do balanço, pediu novamente que sejam feitas as devidas correções e se disse “constrangido” com a situação, porém reafirmou que estava cumprindo com a suas obrigações enquanto vereador de Parnamirim.

“Eu fico de uma certa forma constrangido em estar fazendo isso, mas eu não consigo compreender porque essas coisas acontecem, porque são informações importantes que tratam da receita e despesa do município, algo que é extremamente importante acompanhar os dados de forma correta e esta casa em particular tem que acompanhar e fiscalizar como elas estão sendo apresentadas, essa é a nossa obrigação”, disse o vereador Giovanni Junior.

Comente aqui

Política

STF investiga um terço dos senadores da comissão de impeachment

O TUCANO ALOYSIO NUNES E O PETISTA LINDBERGH FARIAS (À DIREITA). (FOTOMONTAGEM: MARCOS OLIVEIRA/AGÊNCIA SENADO E RENATO COSTA/FOLHAPRESS)

O TUCANO ALOYSIO NUNES E O PETISTA LINDBERGH FARIAS (À DIREITA). (FOTOMONTAGEM: MARCOS OLIVEIRA/AGÊNCIA SENADO E RENATO COSTA/FOLHAPRESS)

Dos 21 parlamentares indicados para a comissão do impeachment no Senado, mais de um terço responde a inquéritos no Supremo Tribunal Federal. Dos oito senadores com processos, quatro deles integram a lista dos políticos investigados pela Operação Lava Jato. Antes de levar o caso ao plenário da Casa, o grupo será responsável por analisar a denúncia contra a presidente Dilma Rousseff acolhida na Câmara no último dia 17.

Indicados para a presidência e relatoria da comissão, os senadores Raimundo Lira (PMDB-PB) e Antonio Anastasia (PSDB-MG) ficaram de fora desta lista. Em fevereiro, o STF arquivou um inquérito que investigava a suposta participação do tucano na Lava Jato.

Já Gleisi Hoffmann (PT- PR), Lindbergh Farias (PT-RJ), Fernando Bezerra (PSB-PE) e Gladson Cameli (PP-AC) são os senadores investigados por suposto envolvimento na corrupção na Petrobras. Lindbergh é o que responde ao maior número de processos na Corte: cinco.

Gleisi, que foi ministra da Casa Civil no primeiro mandato de Dilma, é alvo de dois procedimentos. Ela também foi citada na delação do senador Delcídio Amaral (sem partido-MS). Em março, a Polícia Federal indiciou a senadora e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo, por suposto recebimento de R$ 1 milhão. Lindbergh teria recebido propina desviada da estatal de R$ 2 milhões para financiar a campanha ao governo do Rio em 2014. Além disso, ele é investigado em quatro procedimentos.

O senador Fernando Bezerra, que responde a quatro inquéritos, foi citado na delação do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa por ter recebido R$ 20 milhões na época em que ele era secretário do então governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Cameli é um dos parlamentares do PP relacionados à corrupção da Petrobras. Ele também responde a um processo por dirigir bêbado.

Aloysio Nunes (PSDB-SP) é alvo de um inquérito que está oculto no sistema do STF, em razão de desdobramentos da Lava Jato. Os outros parlamentares da comissão que enfrentam investigações no STF são Simone Tebet (PMDB-MS), Wellington Fagundes (PR-MT) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Outro lado

A assessoria de Gleisi diz que não há provas contra a senadora.

Lindbergh afirma “que todas as doações de campanha foram registradas na forma da lei” e que os demais casos foram arquivados.

Fernando Bezerra diz “que ao final dos inquéritos tudo ficará esclarecido”.

A assessoria de Aloysio diz que o senador tem “total interesse no imediato esclarecimento dos fatos”.

Simone afirma que não é ré em nenhuma ação.

Vanessa Grazziotin diz que os inquérito contra ela decorre de processos movidos por adversários políticos.

A reportagem não recebeu resposta de Gladson Camelli e não conseguiu contato com Wellington Fagundes.

UOL

Comente aqui

Natal

Obra da Caern na Av. Lima e Silva e Rua São José é suspensa e trânsito poderá fluir normalmente

A obra da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) prevista para ocorrer nesta terça-feira (26) na Av. Lima e Silva, entre as ruas dos Tororós e Jaguarari, e na Rua São José, entre as avenidas Nascimento de Castro e Amintas Barros, foi suspensa. É o que informa a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU).

De acordo com a Caern, o começo da obra precisou ser suspenso por problemas técnicos. Ainda segundo a Companhia de Águas e Esgotos, não há uma nova data para início das intervenções na Av. Lima e Silva e na Rua São José.

Com isso, o trânsito nas duas vias poderá ocorrer normalmente nos dois sentidos até a Caern definir uma nova data para a obra. Qualquer dúvida por parte dos motoristas pode ser tirada através do Alô STTU, no telefone 156, ou pelo Twitter Oficial, o @156Natal.

Comente aqui

Tecnologia

Cliente poderá abrir e fechar conta no banco pela internet

bancos pela internet

 

Os clientes bancários agora podem abrir ou fechar contas bancárias, como conta-corrente e de poupança, usando a internet. O Conselho Monetário Nacional (CMN) regulamentou as regras para abertura e fechamento de contas de depósitos por meio eletrônicos.

Segundo o Banco Central (BC), os bancos terão que adotar procedimentos e controles que permitam confirmar a autenticidade dos documentos eletrônicos e podem usar tecnologias como contato por vídeo, de reconhecimento de voz e assinaturas com certificação eletrônica.

As regras já estão valendo. “O objetivo é permitir que haja facilidade maior para abertura e encerramento de contas e incorpore nesse processo toda a inovação tecnológica”, disse hoje (25) a chefe do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do BC, Silvia Marques.

As mesmas regras das contas convencionais são válidas para as abertas por meio eletrônico, como as relativas à situação cadastral, tarifas, prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo.

O CMN também aprovou resolução que proíbe a recusa de atendimento em caixas convencionais de clientes de outro banco. Ou seja, se um cliente de um banco for a um caixa pagar um boleto, por exemplo, em outra instituição financeira, terá que ser atendido. A exceção é para os casos de pagamento de cheques, boletos vencidos e convênios que prevêem o pagamento específico em um banco. Segundo Silvia Marques, a resolução esclarece as regras é resultado de reclamações de clientes que não foram atendidos no caixa.

Agência Brasil

Comente aqui

Economia

Natalenses irão pesquisar preços para gastar, em média, R$ 106,79 com presentes para as Mães

ALÉM DE REFORÇAR A PESQUISA, CONSUMIDORES DEVEM DEIXAR DE LADO, ESTE ANO, HÁBITO DE ALMOÇAR FORA NA DATA: 71,2% DIZEM QUE NÃO VÃO SAIR COM AS MÃES

ALÉM DE REFORÇAR A PESQUISA, CONSUMIDORES DEVEM DEIXAR DE LADO, ESTE ANO, HÁBITO DE ALMOÇAR FORA NA DATA: 71,2% DIZEM QUE NÃO VÃO SAIR COM AS MÃES

 

Quase 75% dos natalenses (exatos 74,9%) irão comprar pelo menos um presente neste Dia das Mães, comemorado no próximo dia 8 de maio. A previsão é que o gasto médio seja de R$ 106,79. Os números foram constatados no levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomércio RN). O Instituto ouviu 601 natalenses, das quatro zonas urbanas da capital potiguar, entre os dias 6 e 8 de abril.

O IPDC constatou uma queda de 1,8 ponto percentual nas intenções de compra nesse Dia das Mães em relação a 2015, quando 76,7% dos entrevistados disseram que pretendiam realizar alguma compra. Mais de 69% dos entrevistados vão comprar apenas um presente, já 25,2% pretendem comprar até dois produtos para presentear as mães. Comprar três presentes é a intenção de 4,6% dos consumidores, enquanto 1,1% devem comprar quatro ou mais produtos.

Os produtos de vestuário (37,2%), perfumes/cosméticos (28%) e calçados/bolsas (12,2%) aparecem na liderança das intenções de compras. Quase 10% dos natalenses ainda não sabem com o que vão presentear. Os entrevistados foram perguntados acerca das pessoas que pretendem presentear na data, as mães tiveram a maior resposta (86,3%), sogras (15%), esposas (13,7%), amigas (5,4%), avós (2,2%) etc.

Para comprar o presente, 44,6% dos consumidores natalenses irão desembolsar entre R$ 51 e R$ 100, já 26,1% dos entrevistados pretendem gastar até R$ 50, e 10,9% entre R$ 101 e R$ 200. Em relação ao ano passado, o estudo revela uma queda de 6,5% sobre a intenção de gasto médio que foi de R$ 114,22. 76% dos natalenses acreditam que os preços cobrados por produto neste Dia das Mães estarão mais caros em comparação ao ano passado, por isso, 74,8% irão pesquisar os valores antes de efetuarem a compra.

Quando foi questionado o que mais atrairá a sua atenção, os consumidores disseram que as promoções (51,2%) e os descontos (27,8%) são os motivos que poderão influencie-los na hora de decidir quais produtos deverão levar para casa. Um bom atendimento foi indicado por 15,2% dos consumidores como atrativo.

Dos consumidores que não pretendem presentear na data, a maioria, representada por 35,6%, afirmou não ter quem presentear, seguido de 29,6% dos pesquisados que afirmaram não ter dinheiro, enquanto 9,6% disseram que moram distante da mãe. 7,4%, por sua vez, afirmaram estar desempregados, 6,7% com dívidas e contas em atraso, 4,4% não costumam presentear na data, e 3,7% preferem poupar.

Setor de serviços

Tradicionalmente, os natalenses levam a mãe para algum passeio, o que impacta diretamente no setor de serviços – os restaurantes têm na data uma das melhores em faturamento no ano. Porém, o IPDC da Fecomércio RN constatou que este ano 71,2% não irão fazer nenhum passeio com os familiares. Almoçar ou jantar em restaurantes aparece como a primeira opção (16,5%), seguidos pelos que irão organizar para almoçar ou jantar na casa da família (7%). Outros lugares como praia, shopping, salão de beleza e cinema também foram lembrados.

O percentual é reflexo da atual situação econômica que o Brasil enfrenta. Visto isso, o levantamento verificou o nível de otimismo do consumidor natalense. Apenas 16,3% responderam que o momento é ótimo ou bom, enquanto que 41,1% afirmaram que o momento é regular, e 42,6% alegaram que o momento é ruim ou péssimo para adquirir produtos.

Mais de 41% da população consideram que estão em pior situação financeira em comparação com 2015; 40,1% apontaram que sua situação permaneceu igual e somente 18,1% das famílias declararam estar em situação financeira melhor do que a do mesmo período do ano passado.

Comente aqui

Economia

Analistas reduzem a previsão para a inflação deste ano pela sétima semana seguida

OS ANALISTAS JÁ PREVEEM INFLAÇÃO A 6,98% ESTE ANO. (FOTO: ANDRE VIEIRA / BLOOMBERG NEWS)

OS ANALISTAS JÁ PREVEEM INFLAÇÃO A 6,98% ESTE ANO. (FOTO: ANDRE VIEIRA / BLOOMBERG NEWS)

 

Os analistas ouvidos pelo Banco Central até a última sexta-feira reduziram a previsão para a inflação deste ano pela sétima semana seguida e já acreditam que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficará abaixo dos 7%. De acordo com a pesquisa Focus divulgada hoje, a taxa deve encerrar 2016 em 6,98%. Para o ano que vem, também houve redução na expectativa, que caiu de 5,93% para 5,80% — o terceiro recuo seguido.

O resultado para a inflação deste ano, no entanto, continua acima do teto da meta do governo, que é de 6,5%. Em 2017, o teto da meta é de 6%, já que a margem de tolerância foi reduzida de dois pontos para cima ou para baixo para 1,5 ponto.

Na semana anterior, os analistas previam que a inflação encerraria 2016 em 7,08%. O IPCA-15 de abril, que serve como uma prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,51%. O dado foi divulgado pelo IBGE na quarta-feira passada e mostrou aceleração frente a março, quando ficou em 0,43%, mas registrou uma freada significativa na comparação com o mesmo mês de 2015 (1,07%). O resultado em 12 meses ficou em 9,34%, abaixo dos 9,95% do mês anterior. Em 2016, a taxa acumulada é de 3,32%.

Com o alívio na inflação, a previsão do mercado financeiro para a taxa básica de juros este ano e no próximo também foi reduzida. Os analistas preveem que a Selic chegue a dezembro deste ano um ponto percentual abaixo do atual patamar, a 13,25% ao ano. Esta foi a segunda redução consecutiva. Na pesquisa anterior, a taxa estava em 13,38%. Para 2017, o relatório do BC cortou a projeção da Selic em 0,25 ponto percentual, para 12% ao ano.

O dólar foi mantido no mesmo patamar da semana passada pelo entrevistados. A mediana do Focus indica que a moeda americana chegará o fim deste ano a R$ 3,80. Em dezembro do ano que vem, a cotação prevista é de R$ 4.

Já as previsões para o PIB deste ano voltaram a piorar. De acordo com o relatório Focus, a economia deve recuar este ano 3,88% — a 14ª revisão para baixo seguida. Na semana anterior, a expectativa era que a atividade econômica registrasse uma retração de 3,80%. Por outra parte, para 2017, houve elevação de 0,1 ponto percentual na previsão de crescimento da economia, que deve registrar uma leve expansão de 0,30%.

O Globo

Comente aqui

Segurança

Sesed reforça o alerta para o não compartilhamento de áudios e textos nas redes sociais sem as devidas confirmações

A SESED RESSALTA QUE A DIVULGAÇÃO DE NOTÍCIAS SEM AS DEVIDAS CONFIRMAÇÕES PODEM CONTRIBUIR DE FORMA NEGATIVA ( FOTO: ALEX RÉGIS)

A SESED RESSALTA QUE A DIVULGAÇÃO DE NOTÍCIAS SEM AS DEVIDAS CONFIRMAÇÕES PODEM CONTRIBUIR DE FORMA NEGATIVA ( FOTO: ALEX RÉGIS)

A Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) não confirma a veracidade do áudio e do texto compartilhado nas redes sociais neste sábado (23) e domingo (24) onde um “possível criminoso”, representante de uma facção criminosa do estado, comunica quais as modalidades de crimes que estão proibidas de ocorrerem no RN.
Por meio da assessoria de comunicação da Sesed, várias pessoas que compartilharam os respectivos áudio e texto nas redes sociais foram contactadas, mas nenhuma delas soube informar de quem seria autoria das produções.
A Sesed ressalta que o compartilhamento de notícias sem as devidas confirmações podem contribuir de forma negativa para gerar caos dentro da cidade e fomentar o medo na população.
A Secretaria de Segurança ratifica o compromisso com o cidadão no sentido de garantir a ordem e a paz social e pede que a população continue colaborando com informações utilizando os canais oficiais do Disque Denúncia da Secretaria, por meio do telefone 181 e pelo WhatsApp (98149-9906).

Comente aqui

Política

Assembleia Legislativa reduz 36% dos cargos comissionados

(DIVULGAÇÃO/ALRN)

SÃO 930 SERVIDORES A MENOS QUE IRÁ GERAR UMA ECONOMIA AO FINAL DE UM ANO DA ORDEM DE 20 MILHÕES. (DIVULGAÇÃO/ALRN)

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), vem conduzindo a gestão da atual Mesa Diretora seguindo um Planejamento Estratégico com austeridade nos gastos, redução de despesas e mais transparência. Agora em Abril se constata a redução de 36% dos cargos comissionados em relação ao mês de fevereiro. São 930 servidores a menos que irá gerar uma economia ao final de um ano da ordem de 20 milhões.

“Sabemos do clamor da sociedade para a redução de gastos em todas as instituições. E isto é legítimo. Respeito e estamos dando transparência nos nossos números para construir uma nova Assembleia. Temos uma auditoria permanente na folha, foi realizado o censo previdenciário, temos uma comissão de acúmulo de cargos que tem agido de forma criteriosa e planejada para que se obtenha as soluções que a sociedade almeja”, salienta Ezequiel Ferreira, acrescentando que há possibilidade de uma redução no quadro de servidores da Assembleia quando a reforma administrativa, a ser realizada pela FGV, estiver concluída.

Em Fevereiro de 2016 a Assembleia Legislativa tinha em seus quadros 2.587 cargos comissionados. Agora em Abril, após as medidas de economicidade e cortes de cargos o quadro de comissionados ficou em 1.657. Foram exonerados 930 funcionários, totalizando a redução de 36% dos cargos comissionados em relação ao mês de Fevereiro. Ao final de 12 meses, a economia gerada por este corte nos comissionados será superior aos R$ 20 milhões.

Comente aqui