Últimas do FM

Famosos

“Confio 100% no meu marido”, afirma Gracyanne, após boatos de traição de Belo

‘SE EU FOR ATRÁS DE TODO MUNDO QUE FALAM QUE É AMANTE DO BELO, NÃO FAÇO MAIS NADA’, AFIRMOU A MUSA. FOTO: INSTAGRAM

Gracyanne Barbosa falou sobre a mulher que tem espalhado boatos de que é a amante de Belo. Ao “TV Fama”, da RedeTV!, a musa fitness afirmou que correm diversos rumores de que o cantor pula a cerca.

“Perco as contas de quantas fotos recebo de fãs, de gente abraçada no hotel, dizem ‘será que é amante dele?’. Há uns três ou quatro meses, quando a gente voltou para o Rio, um monte de gente começou a me falar dela. Não fui atrás, porque se eu for atrás de todo mundo que falam que é amante do Belo, não faço mais nada”, contou.

Gracy ainda comentou que sabe exatamente quem é a pessoa que está criando esses rumores. “No dia da inauguração da minha loja ela estava lá e nem reconheci, minhas amigas me avisaram”, lembrou.

Mesmo já tendo sido a outra na vida de Belo, ela confessou que acredita no marido que tem: “Falei com ele, não tínhamos falado dessa história ainda. Meio que a gente cagou para a história. Confio no meu marido 100%, ele é extremamente parceiro, nunca me deu motivo para desconfiar, somos um casal com bastante liberdade. Depois percebi que seria mais uma oportunista, 15 minutinhos de fama poderiam mudar a vida dela”.

Política

Jean Paul condena venda da Petrobras ao lembrar da morte de ex-presidente que rasgava elogios a Mussolini em público

O PARLAMENTAR CARIOCA COBROU UMA POSIÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS, SEM MENCIONAR QUAL. FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) criticou duramente o governo Bolsonaro, recentemente, em seu site, pela decisão em privatizar a Petrobras até 2022. Curiosamente, ao lembrar o suicídio de Getúlio Vargas, que ocorreu em 24 de agosto de 1954, o parlamentar cobrou uma posição das Forças Armadas e recordou o papel decisivo do Exército na criação da empresa e na formulação da política de energia desenhada no Brasil pelo Estado Maior ainda nos anos 30.

Ele afirmou que Getúlio foi o presidente da República mais influente e popular do Brasil no século 20 e que sua morte marcou profundamente a história do país. “O gesto dramático – um tiro no peito – foi o último esforço para barrar a sanha golpista que varria o Brasil naquele período”, disse. “Sua morte mudou o curso da história do país e adiou o golpe por quase 10 anos”.

Ao traçar um paralelo entre o legado de Getúlio e o momento presente que o país atravessa, Jean Paul disse que o país vive um retrocesso. “Vivemos o presente das queimadas, do desmatamento, da fome nas cidades e da violência nas ruas”, listou. “O presente das privatizações e da entrega do patrimônio público”.

O senador petista só esqueceu que o saudoso Vargas, a quem se refere, foi uma das figuras políticas mais polêmicas da história, justamente pelas suas tendências fascistas. Além das públicas declarações de admiração da condução social exercida pelos governos de Benito Mussolini, na Itália, e de Adolf Hitler, na Alemanha, aproximando-se ao Eixo no início da Segunda Guerra Mundial, o Estado Novo de Vargas se assemelhava aos referidos ditadores no apoio ao movimento sindical das massas. Essa medida proporcionava a Vargas se apresentar como defensor dos trabalhadores, ao mesmo tempo em que reprimia as atividades de organização trabalhista que fugisse deste mesmo controle. Viva o populismo de ontem, bem a cara do PT de hoje.

Brasil

Em disputa pífia com Haddad, Gleisi quer reeleição no PT com a chapa “Lula livre para mudar o Brasil”

À TARDE, ELA RECEBERIA O APOIO FORMAL DA EX-PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF. FOTO: DIVULGAÇÃO

A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) lançou sua candidatura à reeleição à presidência nacional do partido na manhã deste sábado (24) em Belo Horizonte, capital considerada peça-chave para a reestruturação da legenda no país.

À tarde, ela receberia o apoio formal da ex-presidente Dilma Rousseff e de outras lideranças num evento na quadra da escola de samba Cidade Jardim. Nesta manhã, a deputada recebeu jornalistas no escritório do deputado federal Reginaldo Lopes, um dos responsáveis pelo lançamento da campanha de Gleisi em BH.

O nome da chapa encabeçada pela deputada, Lula livre para mudar o Brasil, sinaliza como será sua gestão, caso seja reeleita: “A campanha pelo Lula livre é uma campanha pela liberdade e pelo direito de Lula ter um julgamento justo. Defendê-lo é defender que se faça justiça e defender o legado da conquista do povo brasileiro (na gestão do PT)”.

Ela não descarta a possibilidade de o ex-presidente ser candidato ao Palácio do Planalto: “O Haddad (candidato do PT na eleição presidencial passada) é um nome forte. Teve 47 milhões de votos. Também temos o nome do presidente Lula, que é sempre nossa liderança máxima. E se Lula estiver com seus direitos políticos restabelecidas e desejar ser candidato, com certeza será”.

Gleisi faz parte da corrente Construindo um Novo Brasil, a majoritária no Partido dos Trabalhadores. Indicada ao cargo pelo ex-presidente Lula, assumiu a direção da sigla em 2017, quando era senadora. Após avaliar que dificilmente seria reeleita Senado, disputou uma vaga na Câmara dos Deputados na última eleição.

Hoje em Dia

TV

Apresentador de programa policial sofre infarto, após discurso em defesa de Bolsonaro

NO MOMENTO EM QUE PASSOU MAL, ELE COMENTAVA SOBRE O DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA. FOTO: REPRODUÇÃO

Vereador de Belém e apresentador do programa policialesco “Metendo Bronca”, da TV RBA/Band, Joaquim Campos (MDB) infartou ao vivo, em frente às câmeras nessa sexta-feira (23).

No momento em que passou mal, ele comentava sobre o desmatamento na Amazônia, acusando as ONGs ambientalistas e defendendo o presidente Jair Bolsonaro.

Campos, que também é vereador de Belém pelo PHS, é autor de um projeto que concedeu Título Honorífico de Cidadão de Belém ao astrólogo Olavo de Carvalho, guru de Jair Bolsonaro. O texto foi aprovado pela Câmara em junho. Segundo o vereador, Olavo trouxe um “grande enriquecimento intelectual da sociedade brasileira e paraense” e, por isso, merecia o título.

Brasil

“Fui condenado por algo de que nem sequer fui acusado”, jura Haddad

A EXEMPLO DO SEU LÍDER E INSPIRADOR, LULA, HADDAD SE VITIMIZA DIANTE DA SENTENÇA. FOTO: UOL

Condenado a quatro anos de prisão por caixa dois e falsidade ideológica pela campanha eleitoral a prefeito de São Paulo, em 2012, Fernando Haddad dá sua versão dos fatos na Folha de S. Paulo neste sábado (24). “Provei que o delator estava mentindo, mas o juiz, para minha perplexidade, me condenou por algo que sequer fui acusado”, afirma o ex-candidato à Presidência.

“Vejam que a acusação de receber vultosos recursos de caixa dois para pagar serviços gráficos não declarados — hipótese afastada pelo juiz— se transformou, em função de um frágil elemento de convicção, em condenação por pequenos serviços declarados e supostamente não realizados, pagos com recursos lícitos. Uma inversão, no mínimo, extravagante: pagar notas frias com dinheiro quente”, diz o petista.”

Polícia

Bandidos choram ao serem presos, após confronto com a PM em Neópolis

Ainda é desconhecido o motivo pelo qual o bairro de Neópolis, na zona Sul de Natal, se tornou, há meses, o ‘queridinho’ da bandidagem. É assalto todo dia, chova ou faça sol.

Na noite dessa sexta-feira, a Polícia Militar conseguiu retirar três bandidos de circulação, que haviam roubado um carro e estavam agindo no bairro.

Eles foram interceptados por uma guarnição. Os criminosos atiraram contra a viatura, por pouco não atingindo os policiais.

No revide, os marginais perderam o controle do veículo e subiram a calçada, sendo presos em seguida. Segundo populares, o trio chegou a chorar e implorar aos anjos e santos pela vida. Todos foram encaminhados à Central de Flagrantes e estarão à disposição da justiça.

Brasil

Bolsonaro pede para STF arquivar caso de ofensa ao presidente da OAB

BOLSONARO NEGOU QUE TENHA OFENDIDO SANTA CRUZ. SÉRGIO LIMA/PODER360

O presidente Jair Bolsonaro, por meio da AGU (Advocacia Geral da União), enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um pedido de arquivamento do processo no qual é acusado de ofender o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz.

A resposta foi dada depois do ministro Luís Roberto Barroso, em 1º de agosto, dar prazo de 15 dias para que o presidente explicasse as declarações. Bolsonaro não era obrigado a atender a solicitação.

Bolsonaro negou que tenha ofendido Santa Cruz ao afirmar que seu pai, Fernando Santa Cruz, foi morto por um grupo de resistência ao regime militar, a Ação Popular do Rio. Porém, a Comissão da Verdade afirmou que Fernando foi morto por agentes da ditadura.

“Não tive qualquer intenção de ofender quem quer que seja, muito menos a dignidade do interpelante [Felipe Santa Cruz] ou de seu pai”, afirmou Bolsonaro.

Em outro trecho, a AGU afirmou que não houve calúnia ou injúria, pois as declarações do presidente não teriam sido direcionadas ao pai do presidente da OAB. Em petição enviada ao Supremo, o órgão diz que “a característica negativa apontada se dirigiu especificamente ao grupo e não à pessoa do pai”.

Na resposta ao ministro Barroso, Bolsonaro manifestou-se de maneira similar e disse que apenas falou de uma opinião pessoal.

“No tocante à forma pela qual teria ocorrido a morte do pai do interpelante, limitei-me a expor minha convicção pessoal em função de conversas que circulavam à época”, afirmou o presidente.

ENTENDA

O presidente Bolsonaro disse em 29 de julho que o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, “não vai querer saber a verdade” sobre o desaparecimento do pai na ditadura militar. Bolsonaro afirmou que “1 dia” vai contar a história ao advogado, caso ele se interesse.

Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, pai de Felipe, desapareceu em fevereiro de 1974, durante o governo do general Emílio Garrastazu Médici, após ser preso por agentes do DOI-Codi (Destacamento de Operações de Informação – Centro de Operações de Defesa Interna).

A declaração foi proferida pelo presidente ao comentar o desfecho do processo que declarou inimputável Adélio Bispo, autor do atentado a faca contra Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018. O presidente questionou a intenção da OAB em impedir que a Polícia Federal tivesse acesso ao celular de 1 dos advogados de Adélio: “Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de 1 dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB?”.

Na sequência, Bolsonaro falou sobre o pai do presidente da ordem: “Se o presidente da OAB quiser saber como o pai desapareceu no período militar, eu conto para ele […] O pai dele integrou a Ação Popular, o grupo mais sanguinário e violento da guerrilha lá de Pernambuco, e veio a desaparecer no Rio de Janeiro”.

Poder360

Educação

Aluno do SENAI representa RN e Brasil em competição internacional na Rússia

RAIMUNDO NONATO DEMONSTROU CONFIANÇA DE QUE TERÁ UM RESULTADO POSITIVO NA RÚSSIA. O WORLDSKILLS 2019 REÚNE CONCORRENTES DE 63 PAÍSES. FOTO: DIVULGAÇÃO

O aluno do SENAI-RN, Raimundo Nonato, é um dos representantes brasileiros na 45º WorldSkills Competition, que nesta edição acontece em Kazan (Rússia). Raimundo Nonato viajou no domingo com destino a São Paulo, onde encontrou os demais integrantes da delegação do SENAI, e de lá seguiram para a cidade russa para concorrer por uma medalha na principal competição profissional do mundo.

Para representar o Brasil na WorldSkills, Raimundo Nonato participou de vários treinamentos, desde a etapa escolar até a seleção final. Agora ele disputa o título de campeão mundial na sua ocupação. Ele vai disputar com alunos de 36 nacionalidades.

Desde janeiro que Nonato mudou para Brasília onde realizou treinamento intensivo para a competição mundial. Ele é aluno do Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER). O WorldSkills 2019 reúne concorrentes de 63 países e regiões que competirão em 56 habilidades e acontece entre os dias 22 a 27 de agosto.

“O SENAI-RN tem uma história de conhecimento, medalhas e vitórias neste tipo de competição, o que demonstra a excelência na formação profissional. Ao ter um representante em mais uma competição deste nível, demonstra que prossegue cumprindo sua missão”, destacou o presidente da FIERN, Amaro Sales, ao receber Raimundo Nonato, que esteve na Casa da Indústria, na sexta-feira,16, acompanhado de Simone Oliveira, gerente da Unidade de Educação e Tecnologias do SENAI e do instrutor Kerginaldo Nogueira.

Amaro acrescentou que a participação do aluno na competição, em Kazan, fortalece o ensino profissional no Brasil e no Estado. “Temos a tradição de trazer medalhas nestes torneios e torcemos para que venha mais uma vitória. Ele já vai como o melhor aluno do país em sua área. Então temos certeza de que representará muito bem o Rio Grande do Norte”, disse.

Raimundo Nonato demonstrou confiança de que terá um resultado positivo na Rússia. “Estou confiante, devido a todo o treinamento, afinal foram dezoito meses desde a etapa escolar. Uma preparação cansativa, mas que valeu a pena, por isso posso afirmar que estou pronto e que, sim, fizemos um trabalho acentuado e com a certeza de que há possibilidade de conquistar uma medalha”, afirmou.

Kerginaldo Nogueira comentou que a classificação de Raimundo Nonato para a etapa internacional da WorldSkills confirma a formação profissional  qualificada que é assegurada pelo SENAI. “Isso demonstra a qualidade do ensino e dos cursos do SENAI do Rio Grande do Norte”, destacou.

Raimundo Nonato defende o país, durante o torneio na Rússia, na ocupação instalações hidráulicas e a gás. Para representar o Brasil, ele conquistou a classificação e passou por treinamentos em várias etapas, desde a escolar até a seleção final.

Ele estava em Natal antes da viagem, fazendo o treinamento do Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER).

Geral

Governadores da Região Amazônica são convocados para reunião com Bolsonaro

OS REPRESENTANTES VÃO CONVERSAR SOBRE MEDIDAS PARA CONTROLAR AS QUEIMADAS QUE OCORREM NA FLORESTA AMAZÔNICA. FOTO: CAROLINA ANTUNES / PR

Jair Bolsonaro convocou governadores dos estados da região amazônica para uma reunião na próxima terça-feira. Os representantes vão conversar sobre medidas para controlar as queimadas que ocorrem na floresta amazônica.

A região da Amazônia Legal é composta por nove estados: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Tocantins, Roraima, Pará e Rondônia. O governador do Pará, Helder Barbalho, confirmou presença no evento.

Durante pronunciamento em cadeia nacional no rádio e na televisão para falar das queimadas na Amazônia, na noite dessa sexta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro disse que “incêndios florestais existem em todo o mundo e isso não pode servir de pretexto para possíveis sanções internacionais”

“O Brasil continuará sendo, como foi até hoje, o responsável pela proteção da sua floresta Amazônica”, declarou Bolsonaro, chamando o bioma de “nossa Amazônia”, que segundo ele “tem atraído crescente atenção do Brasil e do mundo”.

Em seu pronunciamento, Bolsonaro lembrou que assinou decreto na tarde de sexta que autoriza o emprego das Forças Armadas para ajudar no combate aos focos de incêndio na região da Amazônia Legal . O ato foi publicado em edição extra do Diário Oficial.

Com informações: O Globo

Geral

Manuela D’Ávila resolve “clipar” twitter’s da semana em seu desfavor

Manuela D’Ávila utilizou o Twitter, mais uma vez, para falar mais uma vez sobre o caso envolvendo o PCdoB e a suposta tentativa de legalizar o incesto no Brasil. Segundo Manuela, teriam espalhado Fake News na tentativa de “fazer calar” suas opiniões sobre a questão da Amazônia.

“Não pensaram que poderíamos estar falando sobre a relação ente uma madrasta com o enteado, ou do padastro com uma enteada de forma saudável?. Porquê eles sempre imaginam coisas horrorosas?”, indagou.

Assista