Geral

Pacientes estão internados sem identificação no Hospital Walfredo Gurgel

 

O Setor de Serviço Social do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) procura pelos amigos ou familiares de dois pacientes, até o momento, internados sem identificação. Um oriundo do município de Parnamirim e outro encontrado em via pública.  Ambos permanecem com estado agravado de saúde.

O primeiro, vítima de espancamento, foi encontrado em uma área rural do município de Parnamirim. Deu entrada no Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS), no último dia 12, transferido do Hospital Deoclécio Marques de Lucena, sem portar documentos que comprovassem seus dados pessoais. Como características físicas, possui:  pele morena clara, cabelo preto, cerca de 1,70, em média 70kg e uma tatuagem no braço esquerdo com o desenho de um mastro de navio.

Já o segundo paciente, até o momento, foi identificado como Raimundo Pereira Sobrinho. Contudo, também não foram encontrados documentos que atestem essa informação. Vítima de queda da própria altura, foi encontrado em via pública, na avenida Mario Negócio, no bairro das Quintas. Deu entrada no dia 23 de dezembro passado e permanece entubado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do PSCS. Como características físicas, tem: pele morena clara, calvície, cerca de 1,65m de altura, sem sinais aparentes ou tatuagens.

Segundo a chefe do Serviço Social, Sandra Moura, “para a correta assistência em qualquer unidade hospitalar do país, o porte de documentos pessoais é um fator de extrema importância. Vários exames e alguns procedimentos clínicos necessários na rede privada que atendem ao Sistema Único de Saúde (SUS), por exemplo, só são autorizados após o doente estar devidamente identificado”, alerta.



Deixe um Comentário