Geral

Ouvidoria do Ipem registra diminuição de 20% no número de denúncias em 2019

O Relatório Anual da Ouvidoria do Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (IPEM/RN) de 2019 apontou uma diminuição de 20% no número de solicitações e denúncias por parte da população, em comparação com 2018. Em 2019 foram registradas noventa manifestações e no ano anterior 112.

De acordo com a Ouvidora do IPEM/RN, Maria do Socorro Freitas, as bombas medidoras de combustível e a venda irregular de pão por unidade, já que por lei a comercialização do pão deve ser por quilo, são os líderes de reclamações no estado e informa que das noventa manifestações feitas no ano passado, 78 foram respondidas e doze ainda estão em andamento.

“A diminuição no número de reclamações e denúncias é muito positiva para a população, pois significa que as pessoas estão identificando menos irregularidades e que a nossa fiscalização está sendo eficaz. É muito importante que o cidadão, ao desconfiar de alguma irregularidade, faça uma denúncia, como também reclamações caso sofram acidentes de consumo. É por meio desses dados que a fiscalização é intensificada pelos órgãos delegados e a normalização de produtos e serviços é desenvolvida pelo IPEM/RN como órgão regulador do Inmetro”, explica Maria do Socorro.

O relatório também apontou um aumento de 20%, no decorrer de 2019, na satisfação do cidadão que utilizou a Ouvidoria para se manifestar. “Nosso intuito é tornar esse processo cada vez mais ágil, mostrando ao consumidor potiguar, que ele está amparado e seguro em suas relações de consumo e que seus direitos estão sendo respeitados. Todas as denúncias são apuradas e o cidadão recebe um retorno sobre o andamento e a resolução da demanda”, finaliza a ouvidora.

Para receber denúncias ou reclamações, o IPEM/RN dispõe do número 0800-281-4054, com ligação gratuita para o cidadão de qualquer região do estado; o e-mail [email protected] ou pelo whats app 84 98147-9433. Também é possível registrar as denúncias e reclamações pessoalmente.



Comente aqui