Turismo

Ocupação dos hotéis no RN deve ficar em 60% no feriadão de 7 de setembro, diz ABIH

FOTO: FLÁVIO REZENDE

Com a chegada do feriadão do 7 de setembro, que neste ano acontece em uma terça-feira, o Rio Grande do Norte pode ganhar importante incremento no turismo. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Hotéis (ABIH-RN), a expectativa é uma taxa de ocupação dos hotéis em torno de 60%. Percentual pode ser ainda mais alto em destinos como Pipa e São Miguel do Gostoso.

“Quando a gente fala ‘média de ocupação em torno de 60%’, significa dizer que alguns hotéis estarão com 70% de ocupação, outros com 60%, com 50%, 80% e assim por diante”, explicou o presidente da entidade, Abdon Gosson.

Para ele, fazendo uma analogia com o semáforo, o turismo do estado estaria agora no “sinal amarelo”, tendo ultrapassado o momento mais crítico, que seria o “sinal vermelho”. “Quem sabe, no futuro próximo, muito em breve, nos próximos meses, estaremos no ‘sinal verde’, aonde a gente possa ter uma retomada realmente consistente e boa para o turismo”, destacou.

As perpectivas para os últimos meses do ano e a alta estação são otimistas, avalia Abdon Gosson. O Índice de Confiança de Serviços (ICS), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), apresentou aumento de 1,3 ponto em agosto, chegando a 99,3 pontos. O aumento foi o quinto consecutivo. Ao mesmo tempo, os dois subindicadores componentes do ICS apresentaram saldo positivo – houve altas de 2,6 pontos no Índice de Situação Atual (ISA), para 93 pontos, e de 0,1 ponto no Índice de Expectativas (IE), para 105,7 pontos.

Diante da pandemia da covid-19 que assolou o país principalmente em 2020, o presidente da ABIH afirma que o ano passado “não é parâmetro de comparação para o turismo”. Segundo ele, o setor ficou cerca de sete meses com 95% dos hotéis fechados. De julho em diante, começou a recuperação lenta e gradativa. A média de ocupação no feriado de 7 de setembro no ano passado girou entre 20 a 30%.

“Se neste ano nós já pretendemos estar em 60%, representa uma melhora significativa. Mas, antes da pandemia, a ocupação média deveria girar em torno de 70 e 80%, com média até mais alta em alguns lugares como Pipa e São Miguel do Gostoso”, assinala.

Portal da Tropical



Comente aqui