Brasil

Novo presidente da Capes defende criacionismo em ‘contraponto à teoria da evolução’

NOMEAÇÃO REFORÇA RELAÇÃO DO MEC COM O SETOR PRIVADO DE ENSINO SUPERIOR E TAMBÉM FAZ ACENO A LIDERANÇAS EVANGÉLICAS. FOTO: REPRODUÇÃO/MACKENZIE

O novo presidente da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), órgão ligado ao Ministério da Educação, defende a abordagem educacional do criacionismo em “contraponto à teoria da evolução”.

Evangélico, Benedito Guimarães Aguiar Neto era reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie desde 2011 e foi nomeado nesta sexta-feira (24) para compor o governo Jair Bolsonaro.

No ano passado, Aguiar Neto anunciou que o Mackenzie, de São Paulo, ampliaria os estudos do chamado design inteligente —uma roupagem contemporânea do criacionismo, que advoga uma natureza teológica da origem do universo. 

Folha de SP


Comente aqui